MORTE NA OBRA

Um dos funcionários da empresa responsável pela reforma do estádio municipal, vítima da explosão de segunda, morreu na tarde de ontem e em depoimento ao canal 7, a mãe do falecido disse que ainda não entendeu como o acidente aconteceu. Sabe da explosão e que a porta do recinto, onde estavam as duas vítimas, fechou após o início do incêndio e que seu filho desesperado gritava pedindo socorro. Falou-se em pintura, thinner, cigarro, explosão e incêndio, mas parece que tudo ainda não ficou claro. Não custa nada convocar a imprensa e prestar todos os esclarecimento e solicitar um laudo técnico do Corpo de Bombeiros. Simples.

0 Response to "MORTE NA OBRA"

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme