EDUCAÇÃO

Positivo X Pitágoras
Nada contra as duas redes de ensino. Só não quero para meus filhos. Durante o governo passado, Ildon Marques fez festa para receber - a peso de ouro - o "sistema positivo de ensino para melhorar a educação das minhas crianças". O contrato nunca foi tornado público, dos 10 portais que seriam construídos e equipados apenas 2 foram concluídos e nunca funcionaram a contento. Na terça, o governo tucano reuniu professores de educação infantil para apresentar o novo sistema de ensino reservado para as crianças da rede municipal de educação: O sistema escolhido foi o da rede Pitágoras. Apresentadas as vantagens em relação ao contrato anterior, uma foi determinante, o custo de contratação foi 400.000 Reais menor do que o do Positivo, feito pela gestão ildista. Quanto custou o contrato atual? E o contrato anterior, o que incluia diferente do atual? Existe na verdade a urgência em se contratar uma dessas redes de ensino para educar as crianças da Imperoza? Houve licitação? Se a ouvidoria funcionasse, eu protocolaria os questionamentos e aguardaria uma resposta oficial, mas o ouvidor ganha 9.000,00 Reais mensais e a sua principal atividade é escrever anonimamente em um blogue na tentativa de se vingar do ex-prefeito Jomar Fernandes.

3 Response to "EDUCAÇÃO"

  1. É POR ISSO QUE Q EDUCAÇÃO NO MARANHÃO NUNCA MELHORA , QUANDO OS PROFESSORES E OS ALUNOS ESTÃO SE ADAPTANDO A UM SISTEMA QUE JÁ ESTAVA FUNCIONANDO E APRESENTANDO ALGUM RESULTADO , VAI E MUDA.PITÁGORAS, REDE PITÁGORAS , QUAL A ESCOLA PARTICULAR QUE ADOTA ESSE SISTEMA?RUI BARBOSA.É COINCID~ENCIA ? RUI BARBOSA x ENÉAS ROCHA?JUNTE , RACIOCINE.

    Regina says:

    Professor, minha filha estudou do maternalzinho até o 7º ano pelo sistema Pitágoras. Falo portanto apenas como mãe (apesar de minha formação em História e Letras, fiz por prazer, não atuo como educadora). Gosto muito da metodologia, me identifico muito com a idéia de não dar fórmulas, de não exigir decorebas, mas estimular que cada um formule, através do raciocínio, a melhor maneira de chegar ao mesmo resultado.

    E olha, enquanto ela estudou sob o sistema Pitágoras, foi numa tradicional escola de freiras, o que por si só já denotaria pouca evolução.

    Só a tirei da lá porque queria que ela passasse por novos desafios, pois acho que faz parte do que penso ser educação, da formação do cartáter, oferecer oportunidades de vencer na adversidade. E para um adolescente, mudar seu habitat natural é um baita desafio.

    Confesso que não gosto das fórmulas prontas. Tivemos uma experiência exitosa com Pedro Demo, onde foi desenvolvida um projeto chamado ARCO - aprendizagem reconstrutiva do conhecimento. Coisa boa. Uma maravilha de intervenção na realidade educacional, partindo de saberes e vivências dos professores.

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme