MADEIRA E ROSEANA II

A informação vem de um jornalista importante na cidade e bem quisto nas hostes tucanas imperatrizenses. Como de costume, passo à frente sem acrescentar nada, pois não é do meu feitio aumentar nem inventar, o que faço é apenas contar o que ouço de boas fontes.
Um encontro em Brasília teria ocorrido alguns dias atrás, entre a Senadora Roseana Sarney e o Prefeito Sebastão Madeira. Motivo do encontro: o futuro de Imperatriz.
O prefeito teria dito que até os advogados contratados para defender a dupla Jackson / Porto, já teriam "baixado a guarda", pois a cassação "seriam favas contadas". Partindo desse princípio o prefeito teria pedido ajuda da "futura governadora" para implementar as obras e serviços que teria prometido à população da cidade, pois a prefeitura sem a parceria com o governo estadual, não teria condições de realiza-las. E as promessas teriam sido feitas em grande monta.
A senadora teria se comprometido em continuar todas as parcerias, resgatando a grande dívida do estado com a cidade. E que não teria nenhum problema em ter o prefeito como aliado, "afinal já estivemos juntos em outras ocasiões, não custaria nada nos aliarmos novamente" teria arrematado a senadora.
A nau jackista fez água???

23 Response to "MADEIRA E ROSEANA II"

  1. ELSON says:

    Caro professor Isnande Barros

    Tem sido praxe na vida política do prefeito Madeira o cultivo das boas relações. O fato dele ser do PSDB nunca o impediu de conversar com políticos do PT, do DEM, do PMDB, PC do B etc...As convicções políticas , ou ideológicas não são impeditivo para que ele converse, troque idéias, ou divirja com representantes de quaisquer forças políticas.
    No caso em tela sua fonte, o jornalista importante, blefou, ou então agiu de má fé, ao repassar tal informação. Em nenhum momento o prefeito Madeira trocou tais impressões com a senadora Roseana Sarney ou proferido a frase segunda a qual “os advogados contratados para defender Jackson já teriam baixado a guarda, pois a cassação dele seriam favas contadas” não houve, tal diálogo nem pedido de ajuda “á futura governadora” na possibilidade de uma cassação de Lago
    As conversas com senadora Roseana tem sido institucionais e civilizadas, como a que resultou num recurso de mais de 20 milhões para as obras do Projeto do Grande Bacuri- PAC.
    Conversas institucionais também foram mantidas com os demais parlamentares maranhenses, e os resultados foram positivos já que apenas três não se dispuseram a canalizar recursos do Orçamento da União, para Imperatriz.
    Gostaria que o nobre blogueiro fizesse o devido, e necessário reparo nas informações repassadas pela sua fonte.
    No mais, parabéns pelo concorrido blog, sucesso sempre

    Élson Araújo
    Assessor-chefe de comunicação

    Anônimo says:

    Isnande,
    Para Madeira tanto faz como tanto fez o governo ser de Jackson ou de Sarney.
    Por isso venho dizendo que esse papo de combate à oligarquia não passa de um discurso que dissolve com a maior facilidade.
    Basta acertar os acordos e parcerias e tudo fica resolvido.
    Ed Wilson

    O PSDB trabalha para receber o apoio integral do PMDB nas próximas eleições. Sarney, a velha raposa, acaba de dizer que não acredita que Serra foi o responsável direto pelo caso Lunus.
    E mais: hoje mesmo o vereador Hamilton Miranda (PSDB), nada menos que o presidente da Câmara de Imperatriz, presidente do PSDB e o maior aliado do prefeito Madeira bateu forte em Jackson Lago.
    Tem cheiro daquele peixe no ar.

    Não creio. Não descreio.

    Mas... Porque não?

    Quem disse que um governo está impedido de ter relações institucionais com não partidários?

    Com a palavra o PT e o presidente Lula.

    Amigos, com revanchismo a gente não avança.

    Aquele abrtaço!

    Jerry Alves.

    André says:

    Integrantes do governo Madeira buscam argumentos no arco da velha para tentar explicar gestos dúbios do prefeito; e além disso procuram fazer analogias, com o intuito de ocultar a essência desses gestos, que não encontram nenhuma correspondência nos fatos. Vejamos:
    Poderiam ser encarados com naturalidade os encontros e as conversas do prefeito com Roseana Sarney, afinal de contas Madeira é prefeito e existe a relação institucional. No entanto, no caso específico dos citados mandatários a coisa foge a essa lógica. Quem não tem memória curta sabe muito bem que Madeira foi o primeiro deputado maranhense a usar a tribuna da Câmara dos Deputados para destacar a performance de Roseana nas pesquisas para presidente da república. Madeira foi mais além. Em 2000 deu declaração dizendo que era aliado de Roseana e mesmo que esta não o apoiasse como candidato a prefeito de Imperatiz continuaria apoiando-a. Porém, a então governadora em seguida o descartou e apoiou Ildon naquelas eleições.
    Isso não pode ser caracterizado como relação institucional. Trata-se de uma aliança político-partidária.
    Vale lembrar também o PSDB não estava nas discussões que criaram a Frente de Libertação do Maranhão, ainda no final do ano de 2004. Pelo contrário. Na reunião da frente realizada em Imperatriz, já no início de 2005, o PSDB não participou e inclusive a coluna Bastidores, do jornal O Progresso, registrou crítica ao evento atrbuída ao então deputado. Os tucanos só aderiram à Frente após receberem vários cargos do governo Zé Reinaldo.
    Tenho minhas dúvidas em relação a participação do PSDB naquela coalizão caso o partido não estivesse com robusta fatia do governo do estado.
    Quanto ao PT, a relação histórica do partido no estado com a família Sarney é uma relação de combate.
    Dessa forma, pelo que já foi o "casamento tucano-sarney" no Maranhão, não dá pra fecharmos os olhos e dizer que os encontros de Madeira com Roseana tratam-se apenas de uma relação institucional.
    Agora, é claro que o jornalista secretário tucano jamais vai admitir que as coisas sejam divulgadas com a devida clareza. Pois se assim for, ganham evidência os indícios de busca de abrigo de Madeira no colo sarneysista, como um plano b e cenário alternativo à cassação de Jackson.

    A informação é verdadeira. Seria leviandade da minha parte inventar uma história dessas. A fonte é séria e ligada ao tucanato local. O diálogo existiu e fontes ligadas à senadora já confirmaram. Pelo menos o encontro agora se tornou público,pois em Imperatriz ninguém sabia. Eu não acredito que tenha sido blefe.
    Abraço, galera.

    Regina says:

    Gente, vou contar uma fofoca: para desespero de Ildon Marques a Roseana sempre sonhou ter a liderança e a capacidade de trabalho de Madeira com ela...mas as únicas declarações dadas pelo então deputado federal, hoje prefeito Madeira, sobre tal possibilidade era de que "preferia tomar cicuta a se aliar a Roseana". Simples assim.

    Em nome da civilidade, o diálogo não deve ser negado. Aliás, não pode sequer ser condenado! Claro que existem tendências esquerdopatas que flertam com o terrorismo que são conhecidamente avessas ao diálogo. Mas no mundo real possível, esse mesmo que a gente tem que viver e sobreviver, pessoas civilizadas dialogam.

    Se houve essa conversa especificamente, não sei, acredito até que jamais aconteceu literalmente nos termos relatados aqui. Mas se houve, a essa conversa só caberiam elogios. Conhecendo bem Madeira há 15 anos, chego a visualizar o sacrifício que teria sido tal conversa. E não tenho dúvida alguma que por Imperatriz ele faz qualquer coisa. Faria sim o sacrifício de falar com qualquer um, seja Roseana ou outro qualquer. É o mal menor pelo bem maior.

    Atitude de maturidade política e equilíbrio emocional são dignas de aplauso, ao invés de críticas. E deveriam ser contadas sem hipocrisia. Afinal, vejamos: não é o PT o maior aliado (aliado não, subalterno) das vontades do PMDB? Não é o PT que "justifica" isso em nome da governabilidade (que não passa de troca de vantagens sendo a vantagem sempre e apenas pro PMDB e para o grupo pequeno, fechado e restrito de José Dirceu, hehehe, o restante do PT que faça o que o Lula costuma falar...sifu!!).

    Reservem as armas, senhores, para um bom combate. Reservem as armas para críticas propositivas pois a cidade só melhora se todos a defenderem com propriedade, ainda que a reboque de seus ranços e interesses pessoais. Ah, e fontes...bem, nem toda `agua que a gente vê na montanha é de fonte mineral. Pode ser de algum cano quebrado e a água vem turva. A fonte pode ser apenas um caninho furado. Confiar em algum cano furado como sendo fonte de `agua pura pode dar desinteria...

    Como diz Mão Santa, um dos ícones do primeiro-aliado-petista, o PMDB, "atentai bem, senhores! Atentai bem!"

    ;o)

    Abraço a todos, sucesso sempre!

    Regina - regina.brasilia@gmail.com

    Anônimo says:

    Fuçou num formigueiro meu caro professor?!!
    Cuidado!!
    Elesss são perigosos e traiçoeiros.Essa acertou em cheio.

    Adeilson.

    Regina says:

    O profissionalismo e a responsabilidade de quem está no governo (num governo qualquer que seja ele) determina certas atitudes, sempre com a moderação, a ponderação.

    Eu não preciso mais me engessar por nenhuma dessas "qualidades". Nem moderação, nem ponderação. Mesmo porque, falo a verdade e uma verdade simples, ajustada com a realidade. Posso falar na hora que eu quiser (e até onde o dono do espaço permitir) a verdade que eu conheço. Aliás, é o que todos nós deveríamos fazer: nos ater a falar sobre as verdades que conhecemos, provamos, experimentamos, vivemos. Ou aquelas que vamos buscar. Não só em política, na vida, enfim.

    Nem tanto ao mar, nem tanto a terra: nem precisa matar ninguém de "emoção". Não precisa suscitar paixões nem ironias. Muito menos causar temor. Ao contrário do insinuado, não há perigo ou traição na verdade de um conhecedor dos fatos - ou de quem ao menos tem o hábito de apurá-los. Quão traiçoeiro e perigoso pode ser alguém que assina - e dá o endereço?

    Ademais, se o professor se acorvadasse e tivesse qualquer medo, não seria quem é - e isso é um elogio, não uma crítica. Duas pessoas que têm opiniões divergentes sobre um mesmo fato não significa que ambas estejam erradas...pensem!

    Gente, se eu não conhecesse vocês eu diria que estou desconhecendo vocês: parece que não dão a mínima pra cidade e pro cidadão de Imperatriz!

    Sejamos propositivos, que tal? Para o bem maior! Teorias filosóficas ou das ciências sociais e políticas não precisam ser levadas ao pé da letra. Podem ser interpretadas com maturidade e equilíbrio.

    Sendo assim, o mal menor pelo bem maior, sim, sempre. Quaisquer que sejam eles!!!

    Mais abraços a todos, mais sucesso, sempre.

    Regina - regina.brasilia@gmail.com

    Anônimo says:

    Bem que eu disse...
    Alguém ai de cima se condoeu,laranja com certeza.
    Sucesso meu mestre.
    Adeilson.

    Anônimo says:

    Meu caro Presidente do PT de Imperatriz, Isnande Barros,
    Eu não me lembro de ter ouvido a sua voz na época do "companheiro" Jomar - Você até ocupou a pasta do esporte , mas foi uma passagem que não da pra lembrar de muita coisa -, aquele que as vésperas da Eleição ainda pegou num telefone para ligar para Roseana querendo fazer um pacto para que ela não se envolvesse na reta final e o deixasse ganhar. Aquele que levou para a PT o Jaime da Cafeteira, a ultra governista Fátima Avelino, entre outros que sempre ojerizaram o partido da estrela. Não ouvi o seu grito quando o Jomar desdenhou dos professores, classe a qual você pertence. Não ouvi sua voz nem li nenhuma nota sua contra isso. Com todo o respeito que sempre tive por você, devo dizer - e isso todo o maranhão sabe - que fora do poder vocês do PT são éticos, cobradores da moralidade pública, mas no poder, mudam assustadoramente, se tornam mais arrogantes do que já são, jogam fora as camisetas de sindicato, andam em carros novos e passam a tomar wisk importado...Sem falar que fazem de tudo, como fez Jomar, para agradar a direita, para mostrar que "não comem criancinhas..." Portanto não me venha agora com tanto purismo, pois você e outras viúvas de Jomar - que nesse caso perfilam ao lado das viúvas do Ildon -, já são conhecidos, passaram pelo poder municipal, não tem muita moral para apontar o dedo pra gente como o Madeira. Até porque vc é presidente de um partido que é aliado do Sarney. Finalizando, estranho vc, que é bastante informado,não ter visto o Madeira dizer em entrevistas que "até a senadora Roseana estava disposta a colocar recursos para sua administração" e contar também que "até com ela" havia conversado. Ai vc cria essa de encontro secreto? Vamos criticar com honestidade e não inventando coisas que se ninguém lembrar ou rebater podem virar verdades..Vamos para o bom debate, mas sem criar factóides...
    Um abraço!
    Josué Moura

    nilton_acai@hotmail.com says:

    ola

    se de fato esse encontro aconteceu entre o prefeito madeira e o governador, eu apoio a iniciativa do prefeito, pois votei no governador na esperanca de um estado melhor, e hoje mim sinto muito arrependido. jamais votaria outra vez. pois depois dele o estado se tornou o paraiso da bandidagem!! pois ese velho escroto parece que e cego, todos os dias ver atos de terror no maranhao e nao age, o minimo que ele teria que fazer era trocar de secretaria de seguranca, tirando a madame do arcondicionado e colocando alguem que ao menos conhecesse o estado do maranhao, se esse maldito cair do governo ja vai tarde....

    Anônimo says:

    Carácolis II: Regina? minha querida? eu te mooooo.Me ensina o caminho desse teu blog tão dificil de acessar.Abra seu coração e permita que cislumbre melhor seus textos.Some não,sou teu fã,tua alma..
    Quanto o Josué Moura,gido:

    te vi várias vezes andando pelos arredores da prefeitura na gestão Jomar.Menininho xatinho vc hein,cuspindo no prato que comeu.
    Agora vem ká! não te deram educação não hein.Isso são modos de se falar com o professor? ele te ofendeu por acaso,seu cara de scoobydoo.Ele sequer citou seu nome.Queres defender o Madeira,tudo bem,agora tenha classe nas palavras,quer tipo de assessor é vc.Pensa que aqui é o blog da farra velha?(te vi por lá dia desses).Scoobydoo ,scoobydoo,te orienta senão faço uma trança desse teus beiço.

    Toda vez que tu entrar aqui vai ter troco.Pois se tem um elemento que não pode falar nada é tu.O cara mais pelêgo da imprensa até hoje.Onde tem jabá o Josué Moura está lá.KKKK,combinou até.REPEAT PLEASE: ONDE TEM JABÁ O JOSUÉ MOURA ESTÁ LÁ.

    ass.:WANTUIL,esse é meu nome.quer passar pro lmpo então vem.

    O debate deve ser franco e limpo, os comentários, mesmo os anônimos serão preservados.
    Não entendi o teu nervosismo, Josué Moura, logo você que participou do governo de Jomar, depois participou do governo do Ildon e agora participa do governo Madeira.
    Eu não me escondo para escrever o que penso. Você é leviano quando diz que inventei o encontro, a reunião ocorreu e era secreta até que aqui foi noticiada.
    Tenho orgulho de ter feito parte do governo petista. Você esqueceu que fez parte também, onde entrou pela mão de Onofre Corrêa? E você falava muito bem do Jomar...
    Te digo mais, não sou venal, não sou covarde e muito menos mentiroso.
    Minhas desculpas aos leitores, no afã de defender o prefeito ele se excedeu e me ofendeu.
    Abraço a todos.

    Anônimo says:

    Professor to do seu lado.Esse cabra,josué moura é falso mesmo.Foi covarde,assim como tem sido durante toda a trajetória dele como pseudo-jornalista.Fica aqui um recado ao Elson Araújo: demita esse cara antes que o mesmo apronte com vcs.Se toda vez que ele for defender a linha do governo madeira e se exceder,isso vai manchar vcs elson.A nao ser que vcs o tenham contrato para fazer parte dos que vao para linha de frente de defesa,do tipo jogar merda no ventilador.Mas nem pra isso ele serve,pois já tem o justino filho.

    alison

    Regina says:

    Gosto de debater idéias - até demais, as vezes. Mas pra não sair (porque não ficarei usando espaço alheio pra responder miudezas) como se tivesse sido espantada, encerro o meu lado pessoal desse debate (pedindo desculpas ao dono do blog por usá-lo pra esse fim) informando a quem não sabe:

    Não tenho vocação pra laranja porque não fui treinada pela S.O.C. Nem faço parte da trupe do Pomar, esse sim mestre em um laranjal...paga pouco mas mesmo assim os tem.

    Infelizmente não tenho blog - não tenho talento para o mundo virtual e suas ferramentas. Se tivesse já teria feito propaganda dele, hehehehehe, ô se não.

    Fui chefe de gabinete de Madeira nos 14 anos em que ele foi deputado federal, por isso conheço muito a história pessoal dele contra todas as tendências que já o quiseram com Sarney e Cia. Ltda. Agora posso falar da forma que quiser, sem me preocupar em 'ofender' partidos, partidários ou adversários, pois não trabalho com ele. O respeito e a admiração, contudo, são vínculos que não perderei jamais.

    Ao contrário dos petistas-lulistas, ele não foi cooptado e não cedeu ao PMDB. Simples assim.

    Abraço a todos, e por último mas não menos importante, sucesso, sempre.

    Regina - regina.brasilia@gmail.com

    Anônimo says:

    O perfil do blog do meu amado mestre Isnande é públicar as noticias que lhe são passadas e a maioria são de pessoas do proprio governo. Ele em nenhum momento ofende ou calunia ate contribui: sinaliza o caminho das rosas para nosso prefeito madeira.
    Votei em Madeira e aCREDITO nele, mas como tambem acreditei no Jomar e vi algumas viboras afunda-lo, percebo
    que nosso prefeito Madeira também cercado de víboras(algumas as mesmas de Jomar)E parabenizo a coragem e seriedade de Isnande e já ouvi ele dizer que torce por Imperatriz diante de pessoas de seu proprio partido.
    Seu tal de Josue Moura vamos respeitar o professor, pois nem te conheço e foi so citar teu nome na praça que já ouvi coisas que em respeito ao blog do mestre nem vou mencionar...até foto tem, e tu sabe né?

    Adeilson

    Anônimo says:

    Vixdeee,Adeilson conta aê uma das prezepadas do josué moura,conta.Só uma parceiro.Sgoa imagina só,essa assessoria do madeira tá lascada tendo o josué moura no meio kkkk.Um cabra pilantra todo.Uma hora dessa leva uma táca monstra na praça.Logo tá chei de minino que gosta dele.Madeira,abre esses seus olhin de quanti e demiti esse féla.
    ass.: Wantuil,todo pra dá umas lapada no scoobydoo da comunicação.

    Que bom termos como opção à grande mídia local alguns blogs "made" Imperosa. Tô gostando. Mas só peço uma coisa: que os debatedores não levem muito a sério aquele ditado popular que diz que "é relinchando que a gente se entende". A discussão não deve ser passional. Um abraço.

    Não merece resposta essa acusação feita de forma covarde, mas vamos lá:
    1-O vereador Chagão do PT, fez uma solicitação ao sec de administração para que eu fosse liberado da minha função de SUPERVISOR ESCOLAR, para fazer parte da sua equipe de assessoria na Câmara Municipal, auxiliando na formulção e elaboração de projetos.
    2-Eu sou concursado desde 2000.
    3-O salário equivale a 1400 reais por vintre horas de trabalho semanaise eu não ganharia nada mais peo trabalho que faria.
    4-Não existe nenhum problema em um vereador solicitar um funcionário de carreira do município para exercer atividade na Câmara.
    5-Quanto ao meu companheiro Ricardo Pitol, ele trabalha numa empresa em Açailândia. Não precisa, nem queria trabalhar no governo municipal.
    Encerrando, você é venal, escreve por dinheiro o que os outros pensam e é muito covarde, se esconde na possibilidade de anonimato dos comentários para escrever o que alguns não tem coragem de fazêlo.
    Minhas desculpas aos leitores, mas eu tinha que responder a esse antigo camarada comunista.
    Vou moderar os comentários, pois ser chamado de mentiroso por um sujeito dessa qualidade... é o fim da picada.
    Abraço a todos

    Anônimo says:

    Meu caro presidente do PT de Imperatriz,
    andei muito ocupado e não pude replicar a sua resposta "nervosa" á minha nota, que em tempo, acho que ainda cabe de minha parte alguns esclarecimentos, para que inverdades não fiquem valendo como sem fossem verdades.
    Acho que vc não leu atentamente o meu comentário ao afirmar que eu disse que vc inventou o encontro. Madeira chegou de Brasília e deu várias entrevistas informando que esteve com Lobão, Roseana e quase todos os parlamentares do Maranhão.
    Mas, vamos por intens:

    1 - Não fiquei nervoso ao comentar sua nota, pois estou acostumado com embates. Também não estou com raiva de vc, podendo a qualquer momento , se vc quiser, tomarmos um chopp juntos;

    2 - Participei sim do governo Jomar, por 2 anos e pedi pra sair, coisa que pouca gente faz, mesmo estando descontente. Fui convidado por ele que me disse que queria "juntar as mentes revolucionárias de Imperatriz". Relembro que eu era assessor parlamentar do Madeira e de comum acordo com ele - não pelas mãos do meu amigo Onofre, como vc afirma - fui trabalhar com Jomar, com quem eu havia atuado também em muitas lutas nos movimentos sociais de Imperatriz. Devo no entanto dizer que para mim foi uma grande decepção ao ver que no poder Jomar havia se revelado um líder fraco e deixara cair por terra o sonho de todos aqueles que ha mais de 20 anos lutavam por uma mudança em Imperatriz. Quanto ao governo do Ildon nunca participei do mesmo, apesar de ter sido várias vezes convidado por ele. Mantive por mais de dois anos um contrato com a agencia Canal Comunicação, para divulgação institucional do governo municipal no meu jornal O ESTADO CIDADÃO. Posso até ter errado nessa decisão, mas logo após o desatroso governo petista - assim como muitos - eu estava sem norte, sem nenhuma opção política, então achei que não me custava nada dar uma trégua ao então prefeito. Fiquei apenas agindo profissionalmente e parei toda minha militancia política. Depois também parei o jornal aqui e fui trabalhar na região central (Dom Pedro, Presidente Dutra...), onde até hoje mantenho um jornal quinzenal em sociedade com o advogado Marco Aurélio. Só voltei a militar politicamente aqui ano passado, com o Madeira, com quem nunca deixei de me relacionar, mesmo estando com Jomar e depois taticamente com Ildon. Voltei e fui conforme todos viram um dos destacados dirigentes da campanha vitoriosa do Madeira;

    3 - Ainda me considero de esquerda, só o presidente Lula abdicou dessa posição;

    4 - Não lhe chamei de covarde nem tampouco mentiroso e venal. Gostaria no entanto que vc me explicasse se está se referindo a mim nesse sentido;

    5 - Não acho que me excedi e não vejo ofensa em lembrar que vc era no governo Jomar um homem calado, o que acho até normal, na sua posição naquele momento;

    Agora finalizando, considero seu posicionamento um pouco equivocado para um presidente de partido. Sem nenhuma decisão do conjunto partidário resolver fazer oposição a um governo que mal começou. Também estranho seu posicionamento em relação ao governador Jackson Lago, já que o PT faz parte do governo onde detém valoroso quinhão de empregos. Longe de mim querer que o governo Madeira não sofra críticas, mas partindo de vc acho que deveriam ser mais respeitosas ou responsáveis e não em tom de deboche, ainda aceitando em seu blog comentários anônimos atacando a honra das pessoas. Isso não deve ser uma atitude normal de um líder partidário.
    Acreditando que vc é uma pessoa preparada, saberá daqui pra frente colocar melhor as suas opiniões, não deixando ultrapassar do campo das idéias para o campo pessoal, me despeço e dou por finalizado o assunto, caso vc me explique o íten 4 deste meu comentário.

    Um abraço,
    Josué Moura (josuealmeidamoura@hotmail.com)Fone; 91250191.

    Josué,
    eu havia encerrado esse assunto, pois muito mal estar isso já me causou. Fui chamado de mentiroso, de preguiçoso e de irresponsável. Ninguém me falou isso diretamente, isso foi dito nas mensagens anônimas e nos corredores do meu local de trabalho. Até uma acusação de que eu teria pedido um cargo com salário de 2600, onde eu ficaria com 2000 e Pitol ficaria com o restante foi inventada a meu respeito. Sobre isso a resposta já foi dada.
    Sobre o meu posicionamento em relação aos governos do estado e do município, independente de ser presidente do PT municipal, tenho o direito de me posicionar. E me posiciono: sou contra a permanência do PT no governo estadual, já disse isso várias vezes, e defendo que o partido se mantenha em oposição ao governo local. Nem por isso assumo uma posição de crítica doentia em relaçao ao governo do PSDB - como seus correligionários fizeram em relação ao governo petista, você lembra do Jabá News???
    Você fala que faço comentários em tom de deboche, mas nunca ofendi a honra de ninguém.
    Quanto à sua presença no governo Jomar, eu estava na sala com o secretário de comunicação quando Onofre entrou acompanhado por você e pediu pela sua nomeação. Eu continuei na sala depois que vocês sairam. Quanto ao governo ildista você confirma que tinha contrato com a Mídia, então fez parte indiretamente; já sua esposa nos mostrou e se gabou de receber salário sem trabalhar como assessora da Ouvidoria, isso em junho de 2005. Salário de 1800 Reais.
    Isso você escreveu: "Ai vc cria essa de encontro secreto? Vamos criticar com honestidade e não inventando coisas que se ninguém lembrar ou rebater podem virar verdades..Vamos para o bom debate, mas sem criar factóides...". Não criei factóides, não inventei encontro, pois prezo muito a verdade. Você afirmou isso em relação a mim, e mostra não me conhecer,pois minha conduta é muito diferente do que você afirmou.
    E você tem o direito de apoiar o governo que desejar. Eu continuo petista. Direito meu também.
    No mais, acho que vocês do governo municipal escolheram o alvo errado, não precisava tanta fúria, tanta preocupação para comigo.Veja, eu estava liberado do meu trabalho de supervior escolar na Sec. de Educação, para prestar serviço no gabinete do vereador Chegão e depois da nota, por ordem do prefito, fui mandado de volta. Não precisa me perseguir, sou um simples cidadão que deseja o melhor para Imperatriz, tanto quando estive no governo, como na oposição. Elogiei outro dia a posição do Hamilton Miranda na Câmara Municipal, não vejo nada demais nisso.
    Valeu, se você tiver tempo e paciência posso passar para você um relatório das ações da minha pasta no governo petista, que não foi tão apagada como você deixa entender, quanto ao chopp, agradeço, sou dos petistas que nao usam álcool.
    Abraço.
    P.S. De verdade, você ainda se acha de esquerda?

    Anônimo says:

    Profesor,
    Você continua cometendo equívocos.
    Volto a lhe dizer: fui convidado pelo Jomar, não deixaria a assessoria da Câmara dos deputados sem uma garantia. Quanto ao Onofre éramos intrigados, só voltamos a nos falar muito depois de iniciado o governo, pois quase ao final da campanha, um dia no meio da madrugada ele fez uma visista a mim e ao Nilson Takachi no local onde produziamos o Programa eleitoral do Madeira. Nos mostrou pesquisa e disse que o Jomar iria ganhar a eleição, então queria que a gente convencesse o Madeira a "baixar as armas" e tal...Nós o repelimos e ele saiu de lá magoado. Se estava nos bastidores fazendo esse pedido era por que queria uma reaproximação comigo, que logo aconteceu, haja vista a petesada estar nos bastidores travando a minha nomeação, pois o líder Jomar era fraco e vivia dividido entre as várias facções do governo.
    Quanto a minha ex-mulher, não é verdade essa sua afirmação. Ela era lotada como recepcionista do Hospital Muncipal, ganhava cerca de 500 reais e trabalhou lá por cerca quase 2 anos, como pode ser facilmente comprovado.Nada grave diante do que foi o governo petista, onde maridos e esposas eram a maioria no primeiro escalão.
    Finalmente reafirmo que você pessoalmente pode até não agredir a honra das pessoas, mas está com o poder de moderação no seu blog e continua permitindo que seus amigos ou correligionários façam isso, inclusive com xingamentos e ameaças até físicas, dê uma olhadinha ai nos comnetários postados! Para mim essa é uma postura ruim para você, uma pessoa que até então me parece pacífico e ordeiro...
    Quanto a ser de esquerda é uma coisa ser "esquerdoso" é outra. Essa última fica para alguns chatos e inconsequentes...
    Hasta la vista, siempre!
    JOSUÉ MOURA.

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme