IMPERATRIZENSE

Adalberto Franklin escreve mais um texto provocador e nos chama para o debate. Leia o texto completo no link abaixo e comente, tanto cá quanto lá.
Ora, quem pode ser chamado “imperatrizense” numa cidade em que mais de 70% dos habitantes com mais de quarenta anos nasceram em outros municípios? Em que a maioria dos seus dirigentes sociais, empresariais e políticos não nasceram aqui? Em que mais da metade dos professores vieram de outras cidades? Em que a maior parte dos artistas, escritores, fazedores culturais são “de fora”?
Adalberto nos faz pensar. Eu já fiz meu pequeno comentário.

0 Response to "IMPERATRIZENSE"

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme