RUI PORÃO II

O ex-vereador Rui Porão, parece cada vez mais distanciado do governo Madeira. Filiado ao PDT e desafeto do ex-governador Jackson Lago, Rui foi o principal artífice da aproximação do PDT ao PSDB nas eleições de 2008. Recebeu a garantia de apoio diferenciado na disputa para vereador e cargos na futura administração tucana. Ele venceu o pleito, mas não levou o diploma, por possuir pedências com a justiça eleitoral. Depois tudo mudou, sem cargo e sem mandato, passou a desferir golpes duros contra o agora inimigo Sebastião Madeira e sua administração. Promete ser a pedra no sapato do prefeito.
Veja um nota interessante sobre a postura de Rui Porão no blogue do jornalista João Rodrigues.

4 Response to "RUI PORÃO II"

  1. Anônimo says:

    Vou lhe contar a história do Ruy:
    Primeiro ele é uma cara, solitário politicamente, não junta ninguém, foi vereador praticamente duas vezes, foi presidente do PDT e não conseguiu seguidores. Não conheço dentro do PDT nenhum membro que o defenda.
    Em relação ao Sebastião Madeira, por ser do lado do governador, o Ruy achava que ele poderia influenciar no TRE e depois como deputado no TSE, logo com quem? Com o Ministro Joaquim. Desde então começou a raiva do Ruy. O resto vocês já sabem, mas se Dr. Madeira nomeasse ele para alguma coisa na prefeitura encontraria oposição do próprio PDT, pode ter certeza. O homem, pelo que me contaram é amargo!(Ernesto Magalhães)

    Comandante, é incrível como diversas personagens políticas que preferiram se aliar ao psdb (em detrimento da esquerda) estão sentindo na pele os efeitos de suas decisões. Vide Rui Porão, Helena Duailibe etc caterva. Não foi por falta de aviso. Nas conversas com o lado de cá sempre deixamos claras as diferenças entre os dois projetos. Foram porque quiseram, pois agora aguentem o peso da decisão errada. A história é mesmo implacável.

    A informação de que Rui Porão forneceu as cestas para a prefeitura distribuir aos flagelados pela enchente, carece de confirmação.
    Eu não acredito que isso tenha ocorrido, como algumas pessoas comentaram.

    Com relação à informação sobre a distribuição de cestas básicas, o número de 15.000 cestas foi dito pelo comandante da defesa civil, Chico do Planalto. Eu apenas repeti o seu discurso quanto ao número de cestas distribuidas.
    Depois fiz a pergunta sobre os custos dessa operação e sobre a empresa favorecida na compra.

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme