BAIXA

O professsor Nílson, miltante do PT e candidato a vereador nas eleições de 2008, na qual obteve uma votação expressiva, comunicou agora à noite seu intento de se desligar da agremiação petista caso se confirme a ida de lideranças do partido no estado, para os quadros administrativos do governo de Roseana Sarney.
Pelas informações seriam duas as secretarias ocupadas por lideranças do partido.
"Ao se confimarem as especulações sobre o caso, lhe comunico que minha decisão já está tomada: saio do partido imediatamente", disse Nílson.
Que lástima!!!
Viramos jackistas ou roseanistas, quem ainda continua petista???
Só o fogo eterno.

1 Response to "BAIXA"

  1. Regina says:

    Professor, há muito que o idealismo desapareceu da identidade dos partidos políticos. De todos. Sem excessão. Existem pessoas, mas a visão antropológica está, na política partidária, bem aplicada. O modo de ser do grupo é também o modo de ser do indivíduo. Ultimamente só restam alguns indivíduos, não dá pra chegar ao grupo.

    Programa partidário é lenda, unidade ideológica é utopia, e como toda utopia não passa de espuma ao vento, não tem utilidade prática alguma.

    Pode ser uma visão cínica mas é real e a realidade é apenas crua, deixou de ser cruel há muito tempo (ao pensar assim ao menos nos frustramos menos). O discurso ideológico que teima em ser ressuscitado principalmente "pelas esquerdas" só existe em duas categorias de filiados políticos: a dos que são orientados para fazer de conta que não aprendem outro e a dos que não dispõe de orientação que os ensine outro argumento.

    Com o seu partido aconteceu o que de pior um idealista podia esperar: ao ser alçado `a presidência, foi por sua figura máxima, totalmente descaracterizado, desmoralizado. O efeito cascata demorou um pouco, mas foi chegando a todos os estados, municípios, diretórios.

    Apesar de eu ser avessa - e lhe digo com tranquilidade porque você sabe que não existe aqui nenhuma sacanagem, apenas uma declaração sem ironia, num bate-papo - totalmente avessa `as pregações ideológicas do seu partido, eu não vejo essa descaracterização com bons olhos.

    Numa brincadeira, até vai, do tipo: o melhor que o Lula fez foi acabar com o PT, sabe, piada de boteco. Mas numa análise séria, isso realmente não é bom. Porque todos os partidos - e isso é outra história que vale outro debate - eu acho que temos partidos demais, estão descaracterizados.

    A importância institucional de um partido, de qualquer um, hoje, é próxima de zero.

    Com o sistema eleitoral da forma que é, isso só tende a piorar. Mas como disse, isso é um longo debate...

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme