CONFERÊNCIA II

Sobre os bastidores da III Conferência Estadual do Esporte.
1- Na abertura, 99% dos presentes não sabiam cantar o Hino do Maranhão;
2- Ficamos hospedados em um hotel de primeira classe - em ano eleitoral as coisas mudam;
3- Na eleição dos delegados, em uma articulação comandada por PCdob e PT, conseguimos desmontar a estratégia palaciana de eleger a maioria dos delegados da capital;
4- Foram eleitos 5 delegados de São Luís, 4 de Imperatriz e as demais vagas foram distribuídas entre os demais municípios participantes;
5- De Imperatriz foram eleitos Moisés Charles, Onildo Fernandes, Giorvane de Pinho e Isnande Barros;
Nossa cidade foi muito bem representada e destacou-se dentre as demais delegações. A briga agora se dará em Brasília, de 03 a 06 de junho.

1 Response to "CONFERÊNCIA II"

  1. Nildeth Maria Brandão says:

    Sou mãe de uma aluna da escola Lauro Tupinambá Valente, na Rua Coriolano Milhomem, Bairro Bacuri. Meu problema é o seguinte, ou melhor, são vários. O horário determinado para as crianças entrarem é às 13h30. Os alunos chegam no horário, mas os funcionários não estão lá; chegam às 14h00. As coitadas das zeladoras são que ficam correndo do portão para a sala de aula, para aquietar os alunos, enquanto chegam as professoras. A diretora, essa quase não aparece. A secretária sempre diz a mesma coisa: “ela chega mais tarde”, “ela não vem hoje”, “volte mais tarde”. A merenda escolar, minha filha todo dia chega dizendo que não lanchou porque não tinha fósforo pra acender o fogão, não tinha açúcar para adoçar o suco. Olha, eu não estou fazendo questão de minha filha lanchar, não; estou falando isso por causa das outras criançasque não têm como comprar lanche. Para onde tá indo o dinheiro da merenda escolar? Que escola é essa que a diretora não pode comprar um fósforo para acender um fogão? A secretária ainda diz para as crianças, numa boa, que não tem lanche por causas desses problemas. As crianças ficam jogadas na escola, até as educadoras chegarem brigando, furando uns aos outros com lápis etc. porque nem todas as mães esperam as ‘tias’ chegarem. É um verdadeiro absurdo. O ensino público está sendo levado com os pés, se me perdoem a expressão. Para que essas ‘tias’ fazem tanto curso? Senhor prefeito, minha filha só estuda em colégio público porque não posso pagar particular. Mas ficar como está não pode. Cadê seus supervisores, que não vêem isso? Fazem o que na secretaria de Educação? Ninguem visita as escolas mais? Vão lá na escola Lauro Tupinambá, façam uma visita surpresa antes das 14h00 pra ver se tem professor em sala de aula. Estou revoltada, porque nossos filhos são tao jogados! É porque estão lá de graça? E perguntem pela diretora! Não existe. Se tem um lugar que ela não pisa é no colegio. Pelo amor de Deus, vamos fazer uma reciclagem no ensino público, pois do jeito que anda não sei aonde vamos parar.
    (Nildeth Maria Brandão – Imperatriz MA)
    Estou enviando esta carta para todos os jornais e blogs do estado

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme