A NOVA CARA MUSICAL DE IMPERATRIZ


Banda AP604 em apresentação na Romanos Pizzaria
Por Luana Barros

Quem passeia pelos eventos noturnos na cidade de Imperatriz tem percebido uma ascensão de um ritmo antes relegado ao esquecimento nas manifestações culturais e artísticas da cidade. Dividindo espaço com as apresentações sertanejas, que arrastam verdadeiras multidões, o rock e o pop rock tem aumentado suas apresentações em bares e casas de show de Imperatriz. Um exemplo disso é o crescente fortalecimento e conquista de público da Banda Ap 604.
A Banda Ap 604 ( Meninos do Apartamento 604 ) toca pop rock nacional e há algum tempo tem ganhado espaço nos clubes e casas de shows de Imperatriz. A banda se formou em Imperatriz (MA) com o nome "Chico Bubila", mas agora com uma nova roupagem, ganha notoriedade em Imperatriz e região com os integrantes: Jeferson (guitarra), Cacio (baixo), Udinésio (bateria), Dean (vocal) e Michael (teclado, único integrante da formação inicial da banda). 
Com essa formação e um novo repertório a Banda Ap 604 faz o melhor do Pop Rock nacional, tocando músicas de importantes nomes como: Barão-vermelho, Capital Inicial, Los Hermanos, Jota-Quest, Cazuza, RPM, Titãs, Ultraje a Rigor, Paralamas do Sucesso, Skank, Ls Jack, Legião Urbana, Lobão, Blitz, Cidade Negra, Mamonas Assassinas, Lulu Santos,Engenheiros do Hawaii, etc... Além de composições próprias que já estão na boca do povo, sendo divulgadas em diversas redes sociais, como: 14° Andar e Último Abraço.
Nilva Bandeira, durante apresentação da Banda AP 604 na Romanos Pizzaria declarou à reportagem: “Há dias tenho acompanhado algumas apresentações da banda, não sou muito fã de rock mas, a apresentação deles com rock e pop rock nacional é sempre perfeita; anima e envolve o público, o crescimento deles é proporcional ao talento; é mais uma opção para Imperatriz e para o mundo”.
Porque AP 604?
De acordo com o vocalista Dean Carlos, alguns integrantes da banda participaram de um congresso religioso e se alojaram no apartamento 604. Durante o congresso, eles faziam rodinhas de musica e ficavam tocando pop rock para galera e o pessoal começou a falar: “vamos chamar o pessoal do AP 604 pra tocar pra gente” e, de repente, o Michael que já tocava na banda quando era outra formação, teve a idéia de colocar o nome de AP 604.

Um pouco de história 
Rock é um termo que define o gênero musical popular que se desenvolveu durante e após a década de 1950. Suas raízes se encontram no rock and roll e no rockabilly que emergiu e se definiu nos Estados Unidos da América no final dos anos quarenta e início dos cinquenta, que evoluiu do blues, da música country e do rhythm and blues, entre outras influências musicais que ainda incluem o folk, o jazz e a música clássica. Todas estas influências combinadas em uma simples estrutura musical baseada no blues que era "rápida, dançável e pegajosa".
No final da década de 1960 e início dos anos setenta, o rock desenvolveu diferentes subgêneros até chegarmos ao pop rock nacional. Em Imperatriz, o estilo musical Rock ganhou espaço e cresceu no início dos anos 2000, com o surgimento do Bar TNT Cocktails que disponibilizava espaço para estilos musicais “alternativos” para públicos específicos em Imperatriz.
O que mudou?
“Sempre gostei de MPB e rock e por um tempo achei que estava no ‘nicho’ errado. Agora com esse novo movimento da musicalidade em Imperatriz, podemos democraticamente escolher o estilo que queremos ouvir. Eu gostaria de frisar que historicamente forró, sertanejo e rock não são estilo genuinamente de Imperatriz. E posso estar errado mas acredito que o estilo que mais se aproxima da realidade cultural da nossa cidade é MPB, tipo: Fagner e Zé Ramalho (algo que lembra o homem do sertão e suas pelejas)”, afirmou o universitário Eduardo Alves.
“Não vou pra festas, não escuto sertanejo, nem MPB, nem rock e nem nada, mas aqui em Imperatriz tava demais. Exploraram tanto o estilo musical sertanejo que ficou chato, repetitivo e ainda caracterizou a nossa cidade. Adotamos e ficou! Só que adotamos de forma errada, pareceu mais um viral de internet do que um estilo musical. Ouviram, dançaram, gravaram até a exaustão. E agora, quando todos caíram na real, Imperatriz voltou a ver os outros públicos” declarou a jornalista Alanna Heringer.
Ouvinte de uma boa Música Popular Brasileira (MPB), rock nacional, samba de raiz e pop alternativo, o veterinário Joceir Junior declara: “A situação é simples e clara: Finalmente os donos de bares da cidade abriram os olhos para uma parcela de mercado, grande e expressiva por sinal, que possui outros gostos musicais. Investir neste público é garantir lucros que antes passavam batidos. E, nesta via de mão dupla todos ganham: os donos de bares e o público”.
É nesse contexto que a Banda AP 604 ganha espaço nas casas de shows e bares da cidade, na mídia e nas redes sociais; conquistando o seu lugar de sucesso.

0 Response to "A NOVA CARA MUSICAL DE IMPERATRIZ"

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme