CONOR FARIAS

A PM, de forma arbitrária e truculenta, prendeu e algemou o empresário e jornalista da cidade Conor Farias. Tudo aconteceu em uma festa de carnaval "fora de época" chamada "lava pratos". Intolerante, um tenente queria acabar a festa antes da hora acertada. A coisa ficou feia e o povão não aceitou a intervenção... o pau comeu! A polícia agrediu pessoas que foram em busca de diversão. Coisa feia!!! A Beira Rio tornou-se palco de guerra.

1 Response to "CONOR FARIAS"

  1. Anônimo says:

    comentários
    1.
    Fabio | Qua, 27/08/08 | 07:24
    Quero saber se o ingresso nessas empresasa de segurança será por COTAS, INDICAÇÃO ou VESTIBULAR.
    2.
    Gilson das Neves | Ter, 26/08/08 | 17:19
    Senhores,
    Não fiquemos tristes! o mercado de trabalho na Segurança Privada está em frança-expansão. Os R2 que não se preoucupem, pois, não lhe faltaram lugar neste ramo. Temos vagas para: Inspetor , supervisor, vigia(este em ùltimo caso). Os feridos nesta guerra da PMMA,serão recebidos de braços abertos em razão de suas experiências.
    Gilson Neves/Sócio-Proprietário Empresa de Segurança Armada Ltda.
    3.
    ANTONIO CARLOS MACIEIRA | Ter, 26/08/08 | 12:50
    Ô MEU AMIGO HOD, A PALAVRA CERTA É “CONCENTREM-SE”, COM “C” E NÃO “CONSENTREM-SE”. QUANDO VOCÊ DIZ QUE SE FÔSSEMOS JULGAR OS MERECEDORES DE ESTAR NO OFICIALATO, TENHA CUIDADO, SE FORMOS JULGAR OS PEQUENOS DEFEITOS DE TODOS, NÃO EXISTIRIA NEM HUMANIDADE, MAS O FATO É QUE EU PELO MENOS TENHO CONVICÇÃO DE QUE NÃO ME ENQUADRO NA VAL COMUM EM QUE VOCÊ JOGOU TODOS NÓS. SEU ÓDIO DEVE VOLTAR-SE TAMBÉM NÃO CONTRA OS CAPITÃES E TENENTES, MAS CONTRA OS CORONÉIS QUE MOVERAM A AÇÃO. A OPERAÇÃO TIGRE, E AÍ, RELEVAMOS A SUA COMPLETA IGNORÂNCIA, FOI ORQUESTRADA JUSTAMENTE POR UM R-2, QUE DEUS O TENHA, O OFICIAL REPREENDIDO PELA ONU, TEM REALMENTE SEUS DEFEITOS, MAS CÁ ENTRE NÓS, A DISCUSSÃO AQUI NÃO É SOBRE “GOSTOS E DESGOSTOS”, MAS SOBRE O QUE É CORRETO, E O FATO É QUE OS SENHORES NÃO FIZERAM CONCURSO PÚBLICO E ESTÃO NA FRENTE DE OFICIAIS QUE O FIZERAM! LAMENTO O QUE ACONTECEU AOS SENHORES E ACHO QUE O MAIOR CULPADO É O ESTADO, QUE DEVE INCLUSIVE SER RESPONSABILIZADO CIVIL E CRIMINALMENTE, MAS O FATO MAIS UMA VEZ É QUE OS QOPM DE ACADEMIA TAMBÉM TÊM FAMÍLIA E ESTÃO PREJUDICADOS. SENDO JUSTO E SINCERO, ACHO QUE OS SENHORES DEVERIAM SE APRESSAR EM CRIAR UM QUADRO A PARTE PARA QUE NÃO SEJAM EXCLUIDOS.
    4.
    Ivaldo alves | Sex, 22/08/08 | 23:07
    Essa dos tiros foi boa. Fiquei sabendo que o processo das cotas para negro, índio e pobres não foi uma idéia original. O governo federal fez cópia do projeto no Maranhão. Estou falando das cotas criadas em 1993 através do convênio PMMA/UEMA, onde tinhamos cotas para PMs e cotas para civís, contrariando frontalmente a Consttuição federal. No próximo comentário apresento os nomes (ilegais) e a decisão da justiça que revogou este absudo. Depois, basta acionar a justiça seguindo o modelo “Eurico”.
    5.
    hod | Sex, 22/08/08 | 20:35
    Capitães,Tenentes e R-2 cuidado:consentrem-se nos seus afazeres,tenham mais profissionalismo,sejam adultos e tenham ombridade.Pensem grande.Procurem o caminho legal,sejam homems e, principalmente,resolvam suas querelas domesticas, sem fulanizar um assunto sério,que envolve principios constitucionais e legais de administração pública.Taí o ranço do simplorismo arraigado,como erva daninha,no seio do oficialato.Ninguém perde uma guerra sozinho.Nem aqui(no blog),nem na tempestade que hora envolve a classe de oficiais.É compreencível a imaturidade dos oficiais subalternos e intermediários mas,é mais imaturo ainda essa pecha de que todos os oficiais não formado pela Acedemia Gonçalves Dias é uma anomalia.Carece de base juridica tal afirmação,haja vista,os ditos academicos(formados em co-irmãs),terem passado por uma bateria de testes e exames que qualifico-os a fomação de no minimo 3 anos,tempo igual aos formados na academia local.Todos os oficiais de patente superior(formados fora)ostentam diplomas de 3 grau,obtidos após terem sido aprovados em suas respectivas academias.Não cabe aqui comparar,pois seriamos seriamente injustos,os 30 academicos com os R-2.Sabemos todos,que vivenciamos a vida castrense,das barbaridades e horrores cometidos por R-2,operacional quanto administrativa,e,não é segredo esses horrores.Há também elemento pernostico e sem brilho de carater entre os academicos,sabemos bem!!.Quanto aos que se dizem acima do bem e do mal é bom que se fale da missão da ONU,onde um deles foi tido como “pessoa no grata”devido as suas artimanhas e mal-caratismo,e,por quê não falarmos da “Operação Tigre”,em Imperatriz,quando um deles se fez de justiçeiro.Se formos enumerar as “qualidades” de todos lhes garanto:não sobraria nem um apto a ser chamado de oficial,portanto vamos parar de guerrinhas infanto-idiosincratica e partamos sim!! para a moralização,ganho salarial,melhorias materiais,modernização da frota,reconhecimento público,excelencialidade no servir e proteger bem com,a mais rapida maturidade profissional.Não sejam idiotas e parem de pregar o desfacelamento em núcleos,bolhas e ciclos abobalhados(sem o minimo de conhecimeno de companherismo).Cabe aqui um puxão de orelha nesse nucleo de capitães e tenentes com pensamento comodista de praça velho e alheio a modernidade.É vergonhoso,desqualificante,rasteiro,abobalhado ver a pocilga entranhada no cerebro de alguns.
    6.
    50junior | Sex, 22/08/08 | 17:46
    Como tudo neste país, acho que esse assunto também acabará em pizza.
    7.
    ANTONIO DA SILVA NETO | Sex, 22/08/08 | 16:46
    Caríssimos,
    Eu não acredito que isto esteja acontecendo em um òrgão que é responsável pela administração do cumprimento das leis. É imperioso que o nosso ministério público tome conhecimento destes fatos gravíssimos que aconteceram na PMMA, E COM URGÊNCIA!
    Neto
    8.
    hod | Sex, 22/08/08 | 15:36
    Qerto ver o MP fazer algo.Essa situação é velha meu caro até o Comandante Geral,que sai,é R2.Quero ver quem tem corgem de fazer algo contra a portaria, quem assinou,quem nomeou,quem efetivou.Se acontecer algo nossa moeda será o euro.Faço agora uma previsão que se realizaré no futuro próximo:alguns desses RDoidos,digo,R2 será Comandante Geral.Aja canalhada
    9.
    Tenentes | Sex, 22/08/08 | 14:03
    Mário, nós Tenentes e Capitãs estamos em plena felicidade. Finalmente nosso carreira será de muita esperanaça. Veja bem, 30 R/2 e 30 academicos irregulares como o Eurico. No total são 60 vagas, isso é bom por demais para ser verdade.
    10.
    José Antonio | Sex, 22/08/08 | 10:47
    GRAVE DENÚNCIA DE IRREGULARIDADE NA AMINISTRAÇÃO PÚBLICA, MAIS PRECISAMENTE NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO.
    Caro senhor (a) me permita informar que sua estratégia estar errada. Não envolvam em sua defesa/ataque pessoas que estudaram e aproveitaram à oportunidade com méritos.
    Veja seu argumento
    “QUE INGRESSARAM NO ESTADO ATRAVÉS DE UM SIMPLES EDITAL DE INCLUSÃO ASSINADO VEJAM SÓ, PELO COMANDANTE GERAL DA ÉPOCA”
    Seus inimigos são outros (Carlos augusto, Ivaldo, carvalho, Pinheirinho e Eduardo), estes sim estão acima do bem e do mau. Sempre tiveram uma conduta ilibada na PMMA. Todos sabem a história de cada um e o mais importante, já constam de robusto relatório minucioso.
    Ficou claro que o tiro mortal não era para você e sim para os R/2. Neste momento estar para sair o 2° tiro e com sua colaboração irresponsável cujo alvo é de novo os R/2 e vai acertar meu grupo que até agora estava de seu lado.
    Veja bem, através do que você chama de simples edital de inclusão assinado pelo comandante geral estar as seguintes pessoas abaixo e por coincidência são também 30 (trinta):
    1. MAJOR ANTONIO ROBERTO DOS SANTOS SILVA
    2. MAJOR JOSÉ SABINO SOARES PINHEIRO
    3. MAJOR ANTONIO VIEIRA DE AQUINO
    4. MAJOR EDILENE SOARES DA SILVA
    5. TEN CEL MARCO ANTONIO ALVES DA SILVA
    6. TEN CEL HERON SANTOS
    7. MAJOR CARLOS HENRIQUE ABREU FONSECA
    8. MAJOR MIGUEL GOMES NETO
    9. MAJOR JOSÉ JAIR RODRIGUES NUNES FILHO
    10. MAJOR HARLAN SILVA DO NASCIMENTO
    11. MAJOR JOSÉ DE RIBAMAR VIEIRA
    12. MAJOR JOSÉ MARIA HONORIO CARVALHO FILHO
    12. MAJOR GLAUBER MIRANDA SILVA
    13 MAJOR PAULO ALFREDO DONJIE DE OLIVEIRA
    14 MAJOR ANTONIO ERIVERTON NUNES ARAÚJO
    15. MAJOR JUAREZ CARVALHO DOS SANTOS JÚNIOR
    16. MAJOR EDVALDO MESQUITA DOS SANTOS
    17. MAJOR LUÍZ HENRIQUE DOS SANTOS PAIVA
    18. MAJOR JOSÉ RIBAMAR LISBOA DE SÁ
    19. MAJOR IVALDO DE JESUS SOARES BARBOS
    --20. MAJOR IJOZENALDO SANTOS DA SILVA
    21 MAJOR JOSÉ DE RIBAMAR COSTA
    22. MAJOR SÍLVIO MARCONE D’EÇA MENDES
    23. MAJOR EZEQUIEL QUARESMA DE MELO
    24. MAJOR JOSÉ HUMBERTO ALMEIDA COSTA
    25. MAJOR JUAREZ MEDEIROS SOBRINHO
    26. MAJOR ADELMAN BRITO BARBOSA
    27. MAJOR EVERALDO COUTINHO MORAES
    28. MAJOR JOELSON SANDES SIPAÚBA
    29. MAJOR MANUEL DE O. MARQUES DE S. NETO
    30. CAPITÃO ALEX AIRES COÊLHO
    Basta verificar os BGs da época com as normas e editais (BG 014 de 10 fevereiro de 1990, BG n° 009 de 17 de janeiro de 1989, BG N° 008 de 11 de janeiro de 1991, BG N° 010 de 15 de janeiro de 1991, BG N° 022 de 31de janeiro de 1991, BG N° 026 de 06 de fevereiro de 1991,BG N° 031 de 15 de fevereiro de 1991, BG N° 036 de 22 de fevereiro de 1991, BG N° 028 de 10 de fevereiro de 1992, BG N° 051 de março de 1992 …). Talvez alguns tenham ido para a academia no apadrinhamento através de Brasil, Demétrio, Silva, Dr° Boi e outros. Porém a maioria estudou e foi fazer o curso na legalidade. É justamente em nome destes que reafirmo, sua estratégia de defesa e ataque estar com o alvo errado. Pense nisso! Eu por exemplo, estudei e estou revoltado com tudo isso.
    11.
    Quarenta Junior | Qui, 21/08/08 | 19:33
    Essa é boa. Na promoção de um certo Cel que hoje estar na Divisão de Ensino ele afirmou “fui sargento e tive que passar várias vezes no seletivo do CFO e não fazia o curso porque não era filho de Cel e não tinha dinheiro para comprar a vaga” choro…choro. De quem será que o Cel estava falando. porque será que esta conversa que estar gravada não foi levada a justiça? Cel vc venceu pelo esforço. Parabéns
    12.
    Américo hugo de Castro | Qui, 21/08/08 | 16:04
    GRAVE DENÚNCIA DE IRREGULARIDADE NA AMINISTRAÇÃO PÚBLICA, MAIS PRECISAMENTE NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO.
    Em total desconformidade com os parâmetros constitucionais, a Polícia Militar do Maranhão, com devida conivência da Secretaria de Estado de Administração e Previdência Social (SEAPS) e do atual Governo do Estado, vêem colocando em grave prejuízo toda a carreira dos oficiais da Instituição, e toda a sociedade maranhense, em razão do desmando de haver incluído em suas fileiras sem a prestação do devido concurso público, conforme determina a Constituição Federal, servidores militares oriundos do Exército Brasileiro, para ser mais preciso Tenentes da Reserva, chamados de R2, fazendo com que se tornassem servidores efetivos do Estado ao arrepio da lei, e fazendo também com que a carreira dos Oficiais da Corporação ficasse estagnada, sem nenhuma perspectiva de ascensão hierárquica, e o que é mais grave, afrontando os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, que norteiam a administração pública.
    Tudo até então vinha passando despercebido e sendo escondido, quando um grupo de Oficiais formulou uma denúncia no Ministério Público contra o Major Eurico Alves da Silva Filho, cujo teor é de que o referido Oficial não é concursado, ocorre que o referido Oficial é sim concursado, só que pela Polícia Militar do Estado da Paraíba, tendo sido movimentado para esta Corporação no ano de 1994 através de um acordo entre os chefes do Executivo dos dois Estados na época, certo ou errado é o de menos em relação aos outros, que ingressaram no Estado através de um simples edital de inclusão assinado vejam só, pelo Comandante Geral da época, tendo se tornado servidores efetivos do Estado, e ocorreu que no dia 13 de agosto do corrente ano a Justiça expediu uma liminar determinando que o Major Eurico fosse excluído de imediato das fileiras da Polícia Militar do Estado, exatamente por não ser concursado.
    Hora meu caro Mário Carvalho! se o referido Major deve ser excluído, porque então os 30 (trinta) demais Oficias ex R2 que nem concursados são não podem? Ocorre que o Poder Executivo, mais precisamente a Secretaria Adjunta Maria da Graça Marques Cutrim, que é quem trata diretamente da pasta, tenta se omitir diante da falcatrua em conivência com o Comando da Corporação, na pessoa do Coronel Pinheiro Filho, que procuram esconder os seus desmandos e mentiras, enganando a sociedade maranhense e causando grave prejuízo à ordem pública.
    Enquanto todos os outros órgãos tiveram que cumprir a Constituição Federal, no que diz respeito a demitir seus funcionários que não eram concursados, muito deles com mais de 20 (vinte) de serviços prestados, como o próprio Poder Judiciário, especificamente aqui o nosso Tribunal de Justiça e até mesmo o Congresso Nacional, que foram os maiores exemplos apesar da resistência, entretanto a SEAPS e a Polícia Militar do Maranhão se olvidaram, resistiram, e se omitiram diante de tamanha irregularidade, fazendo com que servidores militares oriundos do Exército Brasileiro, R2, ingressassem através de um simples edital assinado pelo próprio Comandante Geral da época, fato ocorrido no ano de 1992, isto é, com a atual Constituição em pleno vigor.
    Agora pergunto? Porque dar esse privilégio totalmente contrário à lei a esses hoje policiais militares? Porque excluir somente um Major Eurico que se encontra na mesma condição dos outros? Porque as outras Instituições têem que cumprir a Constituição e o Estado e a PMMA não?
    Verifica-se com isto que tanto o Governo atual, como os anteriores, e tanto os Comandantes Gerais da PM anteriores, e o atual, o Coronel Pinheiro Filho, que se diz o cidadão mais honesto do mundo, não estão nem um pouco preocupados e nunca estiveram, com a sociedade, pois deveriam ser os primeiros a cumprir as leis, e fazem exatamente o contrário, colocando tão grandiosa Corporação e o Estado em total descrédito com mais um escândalo. O que se pode esperar agora é que no mínimo o Estado demita esses servidores irregulares, a exemplo e das outras Instituições, antes que a Justiça atue, como já o fez com o Major Eurico, e anule seu ato irregular praticado, dando oportunidade àqueles que são concursados e se encontram impedidos de crescerem na carreira em virtude deste arrepio da lei, e permita que outros ingressem no serviço público de forma legal mediante concurso público, garantindo assim o princípio da isonomia, como determina a Constituição Federal.
    Não se trata de vingança ou retaliação contra ninguém, trata-se tão somente de justiça e legalidade para com aqueles que realmente se preocupam com o serviço público, e com a Polícia Militar. Espero que essa denúncia que é verídica, pois é muito fácil de ser constatada, sirva para a manifestação e atuação imediata do Ministério Público, e que os responsáveis: o Executivo, a SEAPS e a PM venham de público dar explicações sobre tamanha irregularidade, especificamente o Comandante Geral da PM e a Secretária Adjunta da SEAPS Maria da Graça Marques Cutrim, que são os responsáveis diretos por esse desmando, pois se omitem diante da irregularidade, jogando no lixo a probidade administrativa, a moralidade, a legalidade e por aí a fora. Segue em anexo a relação com os nomes dos policiais militares que ingressaram na Polícia Militar do Maranhão sem prestar o devido concurso público. Solicito ainda que esse conceituado órgão de imprensa torne público perante a sociedade maranhense através das emissoras de rádio e TV para que todos tomem conhecimento de mais esse escândalo do Executivo Estadual. Vamos ver mesmo se o Coronel Pinheiro Filho tem coragem de ir até as emissoras de rádio TV tentar justificar o injustificável.
    ANEXO
    RELAÇÃO DOS OFICIAIS QUE NÃO PRESTARAM CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSAR NA PMMA
    1. TENENTE-CORONEL LAÉRCIO OZÓRIO BUENO;
    2. TENENTE-CORONEL SILMAR TREBIEN;
    3. MAJOR PM GILBERTO FONTENELLE BARCELOS;
    4. MAJOR PM MARCO ANTONIO TERRA SCHUTZ;
    5. MAJOR PM JOSÉ FREDERICO GOMES PEREIRA;
    6. MAJOR PM AUCERI BECKER MARTINS;
    7. MAJOR PM ADENILSON DE SANTANA;
    8. MAJOR PM LUIS MANOEL DA SILVA;
    9. MAJOR PM JOÃO MACHADO DA SILVA;
    10. MAJOR PM ARLAN MADSON DE OLIVEIRA LIMA;
    11. MAJOR PM RAIMUNDO ANDRADE DE AGUIAR;
    12. MAJOR PM RUY FERNANDES RODRIGUES JUNIOR;
    13. MAJOR PM LUÍS EDUARDO VAZ;
    14. MAJOR PM EDUARDO ANTONIO BATISTA SIMPLÍCIO;
    15. MAJOR PM GOERING JOSÉ F. DA SILVA JÚNIOR;
    16. MAJOR PM JÁRCIO DE SOUSA;
    17. MAJOR PM ALEXANDRE FRANCISCO DOS SANTOS;
    18. MAJOR PM ANTONIO MARKUS DA SILVA LIMA;
    19. MAJOR PM DINIZ BATISTA DE VASCONCELOS;
    20. MAJ PM MARCUS BENEDITO BRUNO;
    21. MAJOR PM CIRO NUNES ALVES DA SILVA;
    22. MAJOR PM JOSÉ C. DE CARVALHO DO NASCIMENTO;
    23. MAJOR PM REINALDO ELIAS FRANCALANCI;
    24. MAJOR PM FREDERICO RAMALHO BELTRÃO;
    25. MAJOR PM EGÍDIO AUGUSTO AMARAL SOARES;
    26. MAJOR PM MAURÍLIO CLAUDINO PINTO;
    27. MAJOR PM JAIRO XAVIER DA ROCHA;
    28. 1º TENENTE PM JORGE ANTONIO DE ARAÚJO JÚNIOR;
    29. 1º TENENTE PM JORGE BERNARDO JÚNIOR;
    30. 1º TENENTE PM R/R IANACK RODRIGUES DE ALENCAR.
    13.
    Cristiano | Ter, 19/08/08 | 17:53
    SÃO LUÍS - Em entrevista, no final da tarde de ontem, ao Programa Abrindo o Verbo (Rádio Mirante AM) o coronel Pinheiro Filho (foto), comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, respondeu os qustionamentos do blogueiro Marcelo Madureira, que usou o espaço deste blog para fazer os serguintes questionamentos:
    Os Oficiais estão insatisfeitos com o que vem ocorrendo na Corporação (da PM) e pedem que alguém que possa, tomem as providencias cabíveis pois a situação é muito séria.
    Coronel Pinheiro Filho: De livre e espontânea vontade, vim aqui à Rádio Mirante AM em respeito à minha família para responder aos questionamentos publicados no blog do jornalista Mario Carvalho. Temos respeito com a nossa Tropa… A mentira começa a partir de um grupo de oficiais que se dizem discriminados, pois viveram num regime de recessão da Polícia e por sempre terem sido tratados como os melhores oficiais, No nosso comando, colocamos isso da melhor forma possível. Hoje, os praças e os oficiais sabem que eu trato todos como profissionais da segurança pública, do soldado ao coronel. Apesar disso, nem Cristo agradou a todo mundo quanto mais um pobre mortal como eu.
    1- O comandante da PM determina fazer processo para pagar uma coisa e paga outra, o dinheiro é para finalidades pessoais e o grupo intimo dele.
    Coronel Pinheiro Filho: Todo processo administrativo da PM vai para a Diretoria de Finanças, é auditado. Como é que eu iria dizer que ia pagar uma coisa e fazer outra. Teria que envolver muita gente. A equipe da Diretoria de Finanças eu valorizo.
    2- O setor de informação da PM por ser isento de comprovação de gastos, o comandante recheia o caixa da 2ª seção, com este dinheiro deita e rola, paga aniversários, compra presentes, jantares, teve um destes jantares que custou mais de R$ 2 mil reais.
    Coronel Pinheiro Filho: A nossa equipe do Serviço de Inteligência é composta hoje de soldado até major. Esse caixa recheado, como dizem, é R$ 2 mil, R$ 3 mil, R$ 4 mil por mês. No máximo, o que posso pagar é R$ 8 mil. Se o cidadão disser que eu tirei dinheiro para pagar formol para um soldado não apodrecer no caminho, quando é morto no cumprimento do dever, eu até que aceito, mas para pagar jantar não. Até porque, temos (na PM) uma firma, com licitação, que fornece jantar.
    3- O Cel Pinheiro e Cel Torres no ano passado receberam juntos mais de 200 diárias.
    Coronel Pinheiro Filho: O coronel Torres e Eu em todas as viagens, que aconteceram no ano passado, fomos representando o Comando Geral da Polícia Militar. Estamos chegando na metade de 2008, não fiz nenhuma viagem. Hoje, quem está nos representando no Encontro dos Comandantes Gerais da PM é o coronel Adonil, chefe da Assessoria da Assembléia (Legislativa), pois não posso me ausentar por conta da greve da Polícia Civil. Mas o funcionário militar tem direito a 120 diárias por ano. Se Eu e o coronel Torres tivéssemos chegado a 240 diárias, ainda assim, estaríamos amparado pela legislação. Nem se deram ao trabalho de somar essas diárias. É uma coisa absurda.
    4- O Cel Torres foi exonerado do subcomando da PM, mas continua recebendo como se ainda fosse o subcomandante, recebem como subcomandante o Cel Torres e Cel Filho.
    Coronel Pinheiro Filho: Essa (crítica) é uma maldade, porque qualquer soldado da Polícia Militar, oficial ou graduado sabe a diferença entre ser exonerado ou ser afastado. Quando alguém é designado para fazer um curso, você tem o direito de ser afastado da função e outro assume. Quando você volta retorna à sua função ou é exonerado. O coronel Torres hoje está fazendo o curso do CAEP (Curso de Aperfeiçoamento e Planejamento Estratégico), no Rio de Janeiro, representando o curso do Exército e a Polícia Militar do Maranhão. E para que isso acontecesse, consultamos a Secretaria de Administração e nos foi dado (liberação).
    5- Existem vários Oficiais que recebem pela mesma função, tem também Oficiais que trabalham numa função e recebem por outra por ser maior.
    Coronel Pinheiro Filho: Nós temos hoje três Batalhões, sendo um de Choque, o 10º Batalhão e o 1º Batalhão. Existe a função, mas não existe cargo. Isso permite que eu coloque o 1º Tenente na função de Capitão. Ele ganha u posto acima, mas não posso promovêlo. Isso só se regulariza a partir da oficialização da existência dos batalhões com os cargos. Está sendo discutido com a Secretaria de (Estado) de Planejamento.
    6- O Comandante mantém vários Inquéritos arquivados, para proteger seus íntimos, tem um caso de um inquérito que foi arquivado há mais de 2 anos, insto porque indiciava um Oficial íntimo dele, motivo do arquivamento, promovê-lo a Tenente Coronel, sabe quem fez o Inquérito? Tenente Coronel Ubirajara e ainda, este oficial tem um carro à disposição da esposa, este carro é descaracterizado e motorista a paisana e o carro é do Ministério da Justiça, como pode isto?
    Coronel Pinheiro Filho: Inquérito, sindicância. Tudo temos lá (na PM). O carro desse oficial, assim como todos os chefes de Batalhões, de Sessões, todos os coronéis têm um carro descaracterizado para representação que os leva e traz para fazer determinado serviço. Agimos assim para que não seja tirada uma viatura operacional e é por isso que a gente pega os carros usados e dota para esse trabalho. Tem coronel que ainda está usando um Santana, que é da época do BPTRAN, quando o Batalhão de Trânsito existia, só para se ter uma idéia, como é o caso do Diretor de Finanças, coronel Iratan.
    7- Todos os meses são feitos repasses para as unidades (valor R$ 8.000,00 ou R$ 15.000,00), os comandantes são obrigados a repassarem para o Comandante parte do valor recebido, se não fizerem serão exonerados, justificam com notas frias.
    Coronel Pinheiro Filho: Os meus comandantes de Batalhões são homens íntegros, são pessoas que estão no comando, a grande maioria, desde a época em que fui comandante do CPM (Comando de Policiamento Metropolitano de São Luís) e que depois o coronel (Francisco) Melo assumiu. Tenho consciência que jamais um comandante destes diria que o comandante Pinheiro Filho impôs a devolução de um valor, sob pena de exonerá-lo…. R$ 8 mil é o que posso mandar para um determinado Batalhão, por ano. R$ 15 mil, não posso mandar para um Batalhão. Para se pagar qualquer dotação orçamentária empenhada, a firma tem que estar cadastrada no Siafem (Sistema de Administração Financeira para Estados e Municípios) e com firma cadastrada. Como é que vamos apresentar notas frias?
    8- Foi pago aos advogados do Cel Uchoa (caso do Prefeito Bertim) com verba do erário público, através de repasses aos Batalhões e estes faziam a devolução para o comando, tendo como intermediários a Maj Edilene (Diretoria de Finanças) e o Ten Cel Silmar (Assistente do Comandante Geral). O 1º Batalhão foi uma dessas Unidades que recebeu o repasse no valor de R$ 5.000,00, prestou conta desse valor (prestação de conta fictícia, com notas frias) e fez a devolução ao comando.
    Coronel Pinheiro Filho: Até hoje, acredito na inocência do coronel Uchôa (referindo-se à acusação de que o coronel teria participado do assassinato do prefeito de Presidente Vargas, Raimundo Bartolomeu Aguiar, o Bertin)… Chegamos a fazer uma cota entre os policiais militares para pagar, mesmo que simbolicamente, um advogado para defender Uchôa, por acreditar em sua inocência E ainda dizem que o dinheiro foi devolvido para o Comando…
    9- Foram construídas casas nas Unidades do interior (2º BPM-Caxias; 5º BPM-B. Corda; 3º BPM-Imperatriz; 11º BPM-Timon; 7º BPM-Pindaré-Mirim) com recursos enviados pelo Cel Pinheiro Filho, no valor de R$ 70.000,00 por casa, sendo as casas construídas sem licitação e a Unidade era obrigada a fazer uma devolução desse repasse no valor de R$ 15.000,00 para o Comandante Geral.
    Coronel Pinheiro Filho: Na realidade não foi R$ 70 mil e sim, R$ 80 mil. Fizemos casas para os comandantes de Batalhões (no interior do estado) com três suítes, cozinha, banheiro e até piscina. Casas para que o profissional militar pudesse chegar, após ser transferido, e encontrar um local decente. Esses recursos foram repassados para as unidades. Tudo feito com licitação em todos os processos e assim, construímos as casas. Pela primeira vez, temos oito casas de comandantes de batalhões no interior do estado da Polícia Militar.
    10- Todas as obras realizadas na gestão do Cel Pinheiro Filho, não tiveram processo licitatório, foram realizadas pelo cidadão de nome Vildimar (o maior sortudo da construção civil no maranhão), que recebe o dinheiro em espécie (não sei de onde vinha esses recursos), pois desde que o Cel Pinheiro Filho assumiu o Comando não perde uma obra, só que não leva a dinheirama sozinho, tendo que fazer a divisão com o Cel Pinheiro Filho e o T Cel Silmar.
    Coronel Pinheiro Filho: Hoje, o presidente da Comissão de Licitação da Polícia Militar é o tenente-coronel Jeferson. Garanto que todas as obras são licitadas…. Toda licitação é feita por pregão, sob menor preço, quuem não ganha licitação é porque não quis baixar o preço.
    11- As irregularidades não para por aí, esse mesmo cidadão (Vildimar) foi obrigado a repassar materiais de construção, através do cap Estevam para as construções e reformas das casas do Tem Cel Silmar e Maj Bruno, agora pasmem, o caminhão do pelotão de obras não saia da rota do Bairro desses Oficiais, que pra variar moram no mesmo local e quem foi o construtor, nada mais nada menos que Vildimar.
    Coronel Pinheiro Filho: O Vildimar é um pedreiro, que tem uma micro-empresa. Foi ele quem construiu a casa do ex-comandante William Romão, do coronel Batista, do coronel Cantanhede, do próprio coronel Pinheiro Filho, há quatro anos e do major Pereira. Ele faz ene serviços para oficiais, pois tem uma firma de construção civil.
    12- Mais digamos que todas as denuncias fossem fictícias (invenções), o que levaria o comando da Corporação a encaminhar o Cap Estevam a fazer o curso de aperfeiçoamento de oficiais (privativo de Oficiais combatentes), tendo o Oficial mais de 30 anos de serviço e pertencente a um quadro (QCO) extinto a vagar, enquanto que os Oficiais do QOPM aguardam vagas para freqüentar o curso. A resposta é clara, a recompensa pelos favores obscuros prestados e o silêncio do Oficial. Como pode um Comandante da Polícia encaminhar um Oficial para freqüentar um curso que a legislação não prevê. Seria a mesma coisa de encaminhar um ancião de 80 anos para o alistamento militar. Isto é honestidade; isto é seriedade. Isto pode até ser compromisso, mas com os seus apaninguados.
    Coronel Pinheiro Filho: Esssa é a atitude de todo rato de esgoto. Usa-se do anonimato, bota a cabeça de fora e quando uma pessoa se aproxima, volta ara o esgoto. Esse capitão é um dos profissionais brilhantes que tem na Polícia Militar, com mais de 30 anos de serviço na PM. Ele não fez o CAO (Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais), que é para oficiais de acedemia de guerra. QCO só é até capitão. Esse curso é realizado no Rio Grande do Norte, é um curso para ex-oficial da PM, sendo que o seu diploma não tem validade como curso regular da PM. para esse curso já mandei 20, 30 e 40 oficiais para melhorar a qualidade de vida, ajuda de custo, para sair de um cheque vermelho, para melhor qualificar o profissional e para reconhecer o trabalho desses oficiais. Seria muito envolvimento mandar tanta gente….
    13- Porque o Cel Pinheiro Filho foi abandonado pelos Oficiais, visto que o mesmo só anda com o Tem Cel Silmar e o Maj Bruno. Mas o que levou o Comandante a querer prender o Maj Gonçalo e determinar o recolhimento dos questionários, vez que a pesquisa monográfica para o Curso Superior de Polícia, apontou o Cel Pinheiro Filho com o índice de 0% de aceitação entre os Oficiais, servindo de chacota na Polícia Militar do Ceará. Somos oficiais discriminados, mas não compartilhamos com estes atos de desonestidade. Infelizmente não podemos nos identificar, desculpe.

    13 comentários
    14.
    Fabio | Qua, 27/08/08 | 07:24
    Quero saber se o ingresso nessas empresasa de segurança será por COTAS, INDICAÇÃO ou VESTIBULAR.
    15.
    Gilson das Neves | Ter, 26/08/08 | 17:19
    Senhores,
    Não fiquemos tristes! o mercado de trabalho na Segurança Privada está em frança-expansão. Os R2 que não se preoucupem, pois, não lhe faltaram lugar neste ramo. Temos vagas para: Inspetor , supervisor, vigia(este em ùltimo caso). Os feridos nesta guerra da PMMA,serão recebidos de braços abertos em razão de suas experiências.
    Gilson Neves/Sócio-Proprietário Empresa de Segurança Armada Ltda.
    16.
    ANTONIO CARLOS MACIEIRA | Ter, 26/08/08 | 12:50
    Ô MEU AMIGO HOD, A PALAVRA CERTA É “CONCENTREM-SE”, COM “C” E NÃO “CONSENTREM-SE”. QUANDO VOCÊ DIZ QUE SE FÔSSEMOS JULGAR OS MERECEDORES DE ESTAR NO OFICIALATO, TENHA CUIDADO, SE FORMOS JULGAR OS PEQUENOS DEFEITOS DE TODOS, NÃO EXISTIRIA NEM HUMANIDADE, MAS O FATO É QUE EU PELO MENOS TENHO CONVICÇÃO DE QUE NÃO ME ENQUADRO NA VAL COMUM EM QUE VOCÊ JOGOU TODOS NÓS. SEU ÓDIO DEVE VOLTAR-SE TAMBÉM NÃO CONTRA OS CAPITÃES E TENENTES, MAS CONTRA OS CORONÉIS QUE MOVERAM A AÇÃO. A OPERAÇÃO TIGRE, E AÍ, RELEVAMOS A SUA COMPLETA IGNORÂNCIA, FOI ORQUESTRADA JUSTAMENTE POR UM R-2, QUE DEUS O TENHA, O OFICIAL REPREENDIDO PELA ONU, TEM REALMENTE SEUS DEFEITOS, MAS CÁ ENTRE NÓS, A DISCUSSÃO AQUI NÃO É SOBRE “GOSTOS E DESGOSTOS”, MAS SOBRE O QUE É CORRETO, E O FATO É QUE OS SENHORES NÃO FIZERAM CONCURSO PÚBLICO E ESTÃO NA FRENTE DE OFICIAIS QUE O FIZERAM! LAMENTO O QUE ACONTECEU AOS SENHORES E ACHO QUE O MAIOR CULPADO É O ESTADO, QUE DEVE INCLUSIVE SER RESPONSABILIZADO CIVIL E CRIMINALMENTE, MAS O FATO MAIS UMA VEZ É QUE OS QOPM DE ACADEMIA TAMBÉM TÊM FAMÍLIA E ESTÃO PREJUDICADOS. SENDO JUSTO E SINCERO, ACHO QUE OS SENHORES DEVERIAM SE APRESSAR EM CRIAR UM QUADRO A PARTE PARA QUE NÃO SEJAM EXCLUIDOS.
    17.
    Ivaldo alves | Sex, 22/08/08 | 23:07
    Essa dos tiros foi boa. Fiquei sabendo que o processo das cotas para negro, índio e pobres não foi uma idéia original. O governo federal fez cópia do projeto no Maranhão. Estou falando das cotas criadas em 1993 através do convênio PMMA/UEMA, onde tinhamos cotas para PMs e cotas para civís, contrariando frontalmente a Consttuição federal. No próximo comentário apresento os nomes (ilegais) e a decisão da justiça que revogou este absudo. Depois, basta acionar a justiça seguindo o modelo “Eurico”.
    18.
    hod | Sex, 22/08/08 | 20:35
    Capitães,Tenentes e R-2 cuidado:consentrem-se nos seus afazeres,tenham mais profissionalismo,sejam adultos e tenham ombridade.Pensem grande.Procurem o caminho legal,sejam homems e, principalmente,resolvam suas querelas domesticas, sem fulanizar um assunto sério,que envolve principios constitucionais e legais de administração pública.Taí o ranço do simplorismo arraigado,como erva daninha,no seio do oficialato.Ninguém perde uma guerra sozinho.Nem aqui(no blog),nem na tempestade que hora envolve a classe de oficiais.É compreencível a imaturidade dos oficiais subalternos e intermediários mas,é mais imaturo ainda essa pecha de que todos os oficiais não formado pela Acedemia Gonçalves Dias é uma anomalia.Carece de base juridica tal afirmação,haja vista,os ditos academicos(formados em co-irmãs),terem passado por uma bateria de testes e exames que qualifico-os a fomação de no minimo 3 anos,tempo igual aos formados na academia local.Todos os oficiais de patente superior(formados fora)ostentam diplomas de 3 grau,obtidos após terem sido aprovados em suas respectivas academias.Não cabe aqui comparar,pois seriamos seriamente injustos,os 30 academicos com os R-2.Sabemos todos,que vivenciamos a vida castrense,das barbaridades e horrores cometidos por R-2,operacional quanto administrativa,e,não é segredo esses horrores.Há também elemento pernostico e sem brilho de carater entre os academicos,sabemos bem!!.Quanto aos que se dizem acima do bem e do mal é bom que se fale da missão da ONU,onde um deles foi tido como “pessoa no grata”devido as suas artimanhas e mal-caratismo,e,por quê não falarmos da “Operação Tigre”,em Imperatriz,quando um deles se fez de justiçeiro.Se formos enumerar as “qualidades” de todos lhes garanto:não sobraria nem um apto a ser chamado de oficial,portanto vamos parar de guerrinhas infanto-idiosincratica e partamos sim!! para a moralização,ganho salarial,melhorias materiais,modernização da frota,reconhecimento público,excelencialidade no servir e proteger bem com,a mais rapida maturidade profissional.Não sejam idiotas e parem de pregar o desfacelamento em núcleos,bolhas e ciclos abobalhados(sem o minimo de conhecimeno de companherismo).Cabe aqui um puxão de orelha nesse nucleo de capitães e tenentes com pensamento comodista de praça velho e alheio a modernidade.É vergonhoso,desqualificante,rasteiro,abobalhado ver a pocilga entranhada no cerebro de alguns.
    19.
    50junior | Sex, 22/08/08 | 17:46
    Como tudo neste país, acho que esse assunto também acabará em pizza.
    20.
    ANTONIO DA SILVA NETO | Sex, 22/08/08 | 16:46
    Caríssimos,
    Eu não acredito que isto esteja acontecendo em um òrgão que é responsável pela administração do cumprimento das leis. É imperioso que o nosso ministério público tome conhecimento destes fatos gravíssimos que aconteceram na PMMA, E COM URGÊNCIA!
    Neto
    21.
    hod | Sex, 22/08/08 | 15:36
    Qerto ver o MP fazer algo.Essa situação é velha meu caro até o Comandante Geral,que sai,é R2.Quero ver quem tem corgem de fazer algo contra a portaria, quem assinou,quem nomeou,quem efetivou.Se acontecer algo nossa moeda será o euro.Faço agora uma previsão que se realizaré no futuro próximo:alguns desses RDoidos,digo,R2 será Comandante Geral.Aja canalhada
    22.
    Tenentes | Sex, 22/08/08 | 14:03
    Mário, nós Tenentes e Capitãs estamos em plena felicidade. Finalmente nosso carreira será de muita esperanaça. Veja bem, 30 R/2 e 30 academicos irregulares como o Eurico. No total são 60 vagas, isso é bom por demais para ser verdade.
    23.
    José Antonio | Sex, 22/08/08 | 10:47
    GRAVE DENÚNCIA DE IRREGULARIDADE NA AMINISTRAÇÃO PÚBLICA, MAIS PRECISAMENTE NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO.
    Caro senhor (a) me permita informar que sua estratégia estar errada. Não envolvam em sua defesa/ataque pessoas que estudaram e aproveitaram à oportunidade com méritos.
    Veja seu argumento
    “QUE INGRESSARAM NO ESTADO ATRAVÉS DE UM SIMPLES EDITAL DE INCLUSÃO ASSINADO VEJAM SÓ, PELO COMANDANTE GERAL DA ÉPOCA”
    Seus inimigos são outros (Carlos augusto, Ivaldo, carvalho, Pinheirinho e Eduardo), estes sim estão acima do bem e do mau. Sempre tiveram uma conduta ilibada na PMMA. Todos sabem a história de cada um e o mais importante, já constam de robusto relatório minucioso.
    Ficou claro que o tiro mortal não era para você e sim para os R/2. Neste momento estar para sair o 2° tiro e com sua colaboração irresponsável cujo alvo é de novo os R/2 e vai acertar meu grupo que até agora estava de seu lado.
    Veja bem, através do que você chama de simples edital de inclusão assinado pelo comandante geral estar as seguintes pessoas abaixo e por coincidência são também 30 (trinta):
    1. MAJOR ANTONIO ROBERTO DOS SANTOS SILVA
    2. MAJOR JOSÉ SABINO SOARES PINHEIRO
    3. MAJOR ANTONIO VIEIRA DE AQUINO
    4. MAJOR EDILENE SOARES DA SILVA
    5. TEN CEL MARCO ANTONIO ALVES DA SILVA
    6. TEN CEL HERON SANTOS
    7. MAJOR CARLOS HENRIQUE ABREU FONSECA
    8. MAJOR MIGUEL GOMES NETO
    9. MAJOR JOSÉ JAIR RODRIGUES NUNES FILHO
    10. MAJOR HARLAN SILVA DO NASCIMENTO
    11. MAJOR JOSÉ DE RIBAMAR VIEIRA
    12. MAJOR JOSÉ MARIA HONORIO CARVALHO FILHO
    12. MAJOR GLAUBER MIRANDA SILVA
    13 MAJOR PAULO ALFREDO DONJIE DE OLIVEIRA
    14 MAJOR ANTONIO ERIVERTON NUNES ARAÚJO
    15. MAJOR JUAREZ CARVALHO DOS SANTOS JÚNIOR
    16. MAJOR EDVALDO MESQUITA DOS SANTOS
    17. MAJOR LUÍZ HENRIQUE DOS SANTOS PAIVA
    18. MAJOR JOSÉ RIBAMAR LISBOA DE SÁ
    19. MAJOR IVALDO DE JESUS SOARES BARBOS
    --20. MAJOR IJOZENALDO SANTOS DA SILVA
    21 MAJOR JOSÉ DE RIBAMAR COSTA
    22. MAJOR SÍLVIO MARCONE D’EÇA MENDES
    23. MAJOR EZEQUIEL QUARESMA DE MELO
    24. MAJOR JOSÉ HUMBERTO ALMEIDA COSTA
    25. MAJOR JUAREZ MEDEIROS SOBRINHO
    26. MAJOR ADELMAN BRITO BARBOSA
    27. MAJOR EVERALDO COUTINHO MORAES
    28. MAJOR JOELSON SANDES SIPAÚBA
    29. MAJOR MANUEL DE O. MARQUES DE S. NETO
    30. CAPITÃO ALEX AIRES COÊLHO
    Basta verificar os BGs da época com as normas e editais (BG 014 de 10 fevereiro de 1990, BG n° 009 de 17 de janeiro de 1989, BG N° 008 de 11 de janeiro de 1991, BG N° 010 de 15 de janeiro de 1991, BG N° 022 de 31de janeiro de 1991, BG N° 026 de 06 de fevereiro de 1991,BG N° 031 de 15 de fevereiro de 1991, BG N° 036 de 22 de fevereiro de 1991, BG N° 028 de 10 de fevereiro de 1992, BG N° 051 de março de 1992 …). Talvez alguns tenham ido para a academia no apadrinhamento através de Brasil, Demétrio, Silva, Dr° Boi e outros. Porém a maioria estudou e foi fazer o curso na legalidade. É justamente em nome destes que reafirmo, sua estratégia de defesa e ataque estar com o alvo errado. Pense nisso! Eu por exemplo, estudei e estou revoltado com tudo isso.
    24.
    Quarenta Junior | Qui, 21/08/08 | 19:33
    Essa é boa. Na promoção de um certo Cel que hoje estar na Divisão de Ensino ele afirmou “fui sargento e tive que passar várias vezes no seletivo do CFO e não fazia o curso porque não era filho de Cel e não tinha dinheiro para comprar a vaga” choro…choro. De quem será que o Cel estava falando. porque será que esta conversa que estar gravada não foi levada a justiça? Cel vc venceu pelo esforço. Parabéns
    25.
    Américo hugo de Castro | Qui, 21/08/08 | 16:04
    GRAVE DENÚNCIA DE IRREGULARIDADE NA AMINISTRAÇÃO PÚBLICA, MAIS PRECISAMENTE NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO.
    Em total desconformidade com os parâmetros constitucionais, a Polícia Militar do Maranhão, com devida conivência da Secretaria de Estado de Administração e Previdência Social (SEAPS) e do atual Governo do Estado, vêem colocando em grave prejuízo toda a carreira dos oficiais da Instituição, e toda a sociedade maranhense, em razão do desmando de haver incluído em suas fileiras sem a prestação do devido concurso público, conforme determina a Constituição Federal, servidores militares oriundos do Exército Brasileiro, para ser mais preciso Tenentes da Reserva, chamados de R2, fazendo com que se tornassem servidores efetivos do Estado ao arrepio da lei, e fazendo também com que a carreira dos Oficiais da Corporação ficasse estagnada, sem nenhuma perspectiva de ascensão hierárquica, e o que é mais grave, afrontando os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, que norteiam a administração pública.
    Tudo até então vinha passando despercebido e sendo escondido, quando um grupo de Oficiais formulou uma denúncia no Ministério Público contra o Major Eurico Alves da Silva Filho, cujo teor é de que o referido Oficial não é concursado, ocorre que o referido Oficial é sim concursado, só que pela Polícia Militar do Estado da Paraíba, tendo sido movimentado para esta Corporação no ano de 1994 através de um acordo entre os chefes do Executivo dos dois Estados na época, certo ou errado é o de menos em relação aos outros, que ingressaram no Estado através de um simples edital de inclusão assinado vejam só, pelo Comandante Geral da época, tendo se tornado servidores efetivos do Estado, e ocorreu que no dia 13 de agosto do corrente ano a Justiça expediu uma liminar determinando que o Major Eurico fosse excluído de imediato das fileiras da Polícia Militar do Estado, exatamente por não ser concursado.
    Hora meu caro Mário Carvalho! se o referido Major deve ser excluído, porque então os 30 (trinta) demais Oficias ex R2 que nem concursados são não podem? Ocorre que o Poder Executivo, mais precisamente a Secretaria Adjunta Maria da Graça Marques Cutrim, que é quem trata diretamente da pasta, tenta se omitir diante da falcatrua em conivência com o Comando da Corporação, na pessoa do Coronel Pinheiro Filho, que procuram esconder os seus desmandos e mentiras, enganando a sociedade maranhense e causando grave prejuízo à ordem pública.
    Enquanto todos os outros órgãos tiveram que cumprir a Constituição Federal, no que diz respeito a demitir seus funcionários que não eram concursados, muito deles com mais de 20 (vinte) de serviços prestados, como o próprio Poder Judiciário, especificamente aqui o nosso Tribunal de Justiça e até mesmo o Congresso Nacional, que foram os maiores exemplos apesar da resistência, entretanto a SEAPS e a Polícia Militar do Maranhão se olvidaram, resistiram, e se omitiram diante de tamanha irregularidade, fazendo com que servidores militares oriundos do Exército Brasileiro, R2, ingressassem através de um simples edital assinado pelo próprio Comandante Geral da época, fato ocorrido no ano de 1992, isto é, com a atual Constituição em pleno vigor.
    Agora pergunto? Porque dar esse privilégio totalmente contrário à lei a esses hoje policiais militares? Porque excluir somente um Major Eurico que se encontra na mesma condição dos outros? Porque as outras Instituições têem que cumprir a Constituição e o Estado e a PMMA não?
    Verifica-se com isto que tanto o Governo atual, como os anteriores, e tanto os Comandantes Gerais da PM anteriores, e o atual, o Coronel Pinheiro Filho, que se diz o cidadão mais honesto do mundo, não estão nem um pouco preocupados e nunca estiveram, com a sociedade, pois deveriam ser os primeiros a cumprir as leis, e fazem exatamente o contrário, colocando tão grandiosa Corporação e o Estado em total descrédito com mais um escândalo. O que se pode esperar agora é que no mínimo o Estado demita esses servidores irregulares, a exemplo e das outras Instituições, antes que a Justiça atue, como já o fez com o Major Eurico, e anule seu ato irregular praticado, dando oportunidade àqueles que são concursados e se encontram impedidos de crescerem na carreira em virtude deste arrepio da lei, e permita que outros ingressem no serviço público de forma legal mediante concurso público, garantindo assim o princípio da isonomia, como determina a Constituição Federal.
    Não se trata de vingança ou retaliação contra ninguém, trata-se tão somente de justiça e legalidade para com aqueles que realmente se preocupam com o serviço público, e com a Polícia Militar. Espero que essa denúncia que é verídica, pois é muito fácil de ser constatada, sirva para a manifestação e atuação imediata do Ministério Público, e que os responsáveis: o Executivo, a SEAPS e a PM venham de público dar explicações sobre tamanha irregularidade, especificamente o Comandante Geral da PM e a Secretária Adjunta da SEAPS Maria da Graça Marques Cutrim, que são os responsáveis diretos por esse desmando, pois se omitem diante da irregularidade, jogando no lixo a probidade administrativa, a moralidade, a legalidade e por aí a fora. Segue em anexo a relação com os nomes dos policiais militares que ingressaram na Polícia Militar do Maranhão sem prestar o devido concurso público. Solicito ainda que esse conceituado órgão de imprensa torne público perante a sociedade maranhense através das emissoras de rádio e TV para que todos tomem conhecimento de mais esse escândalo do Executivo Estadual. Vamos ver mesmo se o Coronel Pinheiro Filho tem coragem de ir até as emissoras de rádio TV tentar justificar o injustificável.
    ANEXO
    RELAÇÃO DOS OFICIAIS QUE NÃO PRESTARAM CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSAR NA PMMA
    1. TENENTE-CORONEL LAÉRCIO OZÓRIO BUENO;
    2. TENENTE-CORONEL SILMAR TREBIEN;
    3. MAJOR PM GILBERTO FONTENELLE BARCELOS;
    4. MAJOR PM MARCO ANTONIO TERRA SCHUTZ;
    5. MAJOR PM JOSÉ FREDERICO GOMES PEREIRA;
    6. MAJOR PM AUCERI BECKER MARTINS;
    7. MAJOR PM ADENILSON DE SANTANA;
    8. MAJOR PM LUIS MANOEL DA SILVA;
    9. MAJOR PM JOÃO MACHADO DA SILVA;
    10. MAJOR PM ARLAN MADSON DE OLIVEIRA LIMA;
    11. MAJOR PM RAIMUNDO ANDRADE DE AGUIAR;
    12. MAJOR PM RUY FERNANDES RODRIGUES JUNIOR;
    13. MAJOR PM LUÍS EDUARDO VAZ;
    14. MAJOR PM EDUARDO ANTONIO BATISTA SIMPLÍCIO;
    15. MAJOR PM GOERING JOSÉ F. DA SILVA JÚNIOR;
    16. MAJOR PM JÁRCIO DE SOUSA;
    17. MAJOR PM ALEXANDRE FRANCISCO DOS SANTOS;
    18. MAJOR PM ANTONIO MARKUS DA SILVA LIMA;
    19. MAJOR PM DINIZ BATISTA DE VASCONCELOS;
    20. MAJ PM MARCUS BENEDITO BRUNO;
    21. MAJOR PM CIRO NUNES ALVES DA SILVA;
    22. MAJOR PM JOSÉ C. DE CARVALHO DO NASCIMENTO;
    23. MAJOR PM REINALDO ELIAS FRANCALANCI;
    24. MAJOR PM FREDERICO RAMALHO BELTRÃO;
    25. MAJOR PM EGÍDIO AUGUSTO AMARAL SOARES;
    26. MAJOR PM MAURÍLIO CLAUDINO PINTO;
    27. MAJOR PM JAIRO XAVIER DA ROCHA;
    28. 1º TENENTE PM JORGE ANTONIO DE ARAÚJO JÚNIOR;
    29. 1º TENENTE PM JORGE BERNARDO JÚNIOR;
    30. 1º TENENTE PM R/R IANACK RODRIGUES DE ALENCAR.
    26.
    Cristiano | Ter, 19/08/08 | 17:53
    SÃO LUÍS - Em entrevista, no final da tarde de ontem, ao Programa Abrindo o Verbo (Rádio Mirante AM) o coronel Pinheiro Filho (foto), comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, respondeu os qustionamentos do blogueiro Marcelo Madureira, que usou o espaço deste blog para fazer os serguintes questionamentos:
    Os Oficiais estão insatisfeitos com o que vem ocorrendo na Corporação (da PM) e pedem que alguém que possa, tomem as providencias cabíveis pois a situação é muito séria.
    Coronel Pinheiro Filho: De livre e espontânea vontade, vim aqui à Rádio Mirante AM em respeito à minha família para responder aos questionamentos publicados no blog do jornalista Mario Carvalho. Temos respeito com a nossa Tropa… A mentira começa a partir de um grupo de oficiais que se dizem discriminados, pois viveram num regime de recessão da Polícia e por sempre terem sido tratados como os melhores oficiais, No nosso comando, colocamos isso da melhor forma possível. Hoje, os praças e os oficiais sabem que eu trato todos como profissionais da segurança pública, do soldado ao coronel. Apesar disso, nem Cristo agradou a todo mundo quanto mais um pobre mortal como eu.
    1- O comandante da PM determina fazer processo para pagar uma coisa e paga outra, o dinheiro é para finalidades pessoais e o grupo intimo dele.
    Coronel Pinheiro Filho: Todo processo administrativo da PM vai para a Diretoria de Finanças, é auditado. Como é que eu iria dizer que ia pagar uma coisa e fazer outra. Teria que envolver muita gente. A equipe da Diretoria de Finanças eu valorizo.
    2- O setor de informação da PM por ser isento de comprovação de gastos, o comandante recheia o caixa da 2ª seção, com este dinheiro deita e rola, paga aniversários, compra presentes, jantares, teve um destes jantares que custou mais de R$ 2 mil reais.
    Coronel Pinheiro Filho: A nossa equipe do Serviço de Inteligência é composta hoje de soldado até major. Esse caixa recheado, como dizem, é R$ 2 mil, R$ 3 mil, R$ 4 mil por mês. No máximo, o que posso pagar é R$ 8 mil. Se o cidadão disser que eu tirei dinheiro para pagar formol para um soldado não apodrecer no caminho, quando é morto no cumprimento do dever, eu até que aceito, mas para pagar jantar não. Até porque, temos (na PM) uma firma, com licitação, que fornece jantar.
    3- O Cel Pinheiro e Cel Torres no ano passado receberam juntos mais de 200 diárias.
    Coronel Pinheiro Filho: O coronel Torres e Eu em todas as viagens, que aconteceram no ano passado, fomos representando o Comando Geral da Polícia Militar. Estamos chegando na metade de 2008, não fiz nenhuma viagem. Hoje, quem está nos representando no Encontro dos Comandantes Gerais da PM é o coronel Adonil, chefe da Assessoria da Assembléia (Legislativa), pois não posso me ausentar por conta da greve da Polícia Civil. Mas o funcionário militar tem direito a 120 diárias por ano. Se Eu e o coronel Torres tivéssemos chegado a 240 diárias, ainda assim, estaríamos amparado pela legislação. Nem se deram ao trabalho de somar essas diárias. É uma coisa absurda.
    4- O Cel Torres foi exonerado do subcomando da PM, mas continua recebendo como se ainda fosse o subcomandante, recebem como subcomandante o Cel Torres e Cel Filho.
    Coronel Pinheiro Filho: Essa (crítica) é uma maldade, porque qualquer soldado da Polícia Militar, oficial ou graduado sabe a diferença entre ser exonerado ou ser afastado. Quando alguém é designado para fazer um curso, você tem o direito de ser afastado da função e outro assume. Quando você volta retorna à sua função ou é exonerado. O coronel Torres hoje está fazendo o curso do CAEP (Curso de Aperfeiçoamento e Planejamento Estratégico), no Rio de Janeiro, representando o curso do Exército e a Polícia Militar do Maranhão. E para que isso acontecesse, consultamos a Secretaria de Administração e nos foi dado (liberação).
    5- Existem vários Oficiais que recebem pela mesma função, tem também Oficiais que trabalham numa função e recebem por outra por ser maior.
    Coronel Pinheiro Filho: Nós temos hoje três Batalhões, sendo um de Choque, o 10º Batalhão e o 1º Batalhão. Existe a função, mas não existe cargo. Isso permite que eu coloque o 1º Tenente na função de Capitão. Ele ganha u posto acima, mas não posso promovêlo. Isso só se regulariza a partir da oficialização da existência dos batalhões com os cargos. Está sendo discutido com a Secretaria de (Estado) de Planejamento.
    6- O Comandante mantém vários Inquéritos arquivados, para proteger seus íntimos, tem um caso de um inquérito que foi arquivado há mais de 2 anos, insto porque indiciava um Oficial íntimo dele, motivo do arquivamento, promovê-lo a Tenente Coronel, sabe quem fez o Inquérito? Tenente Coronel Ubirajara e ainda, este oficial tem um carro à disposição da esposa, este carro é descaracterizado e motorista a paisana e o carro é do Ministério da Justiça, como pode isto?
    Coronel Pinheiro Filho: Inquérito, sindicância. Tudo temos lá (na PM). O carro desse oficial, assim como todos os chefes de Batalhões, de Sessões, todos os coronéis têm um carro descaracterizado para representação que os leva e traz para fazer determinado serviço. Agimos assim para que não seja tirada uma viatura operacional e é por isso que a gente pega os carros usados e dota para esse trabalho. Tem coronel que ainda está usando um Santana, que é da época do BPTRAN, quando o Batalhão de Trânsito existia, só para se ter uma idéia, como é o caso do Diretor de Finanças, coronel Iratan.
    7- Todos os meses são feitos repasses para as unidades (valor R$ 8.000,00 ou R$ 15.000,00), os comandantes são obrigados a repassarem para o Comandante parte do valor recebido, se não fizerem serão exonerados, justificam com notas frias.
    Coronel Pinheiro Filho: Os meus comandantes de Batalhões são homens íntegros, são pessoas que estão no comando, a grande maioria, desde a época em que fui comandante do CPM (Comando de Policiamento Metropolitano de São Luís) e que depois o coronel (Francisco) Melo assumiu. Tenho consciência que jamais um comandante destes diria que o comandante Pinheiro Filho impôs a devolução de um valor, sob pena de exonerá-lo…. R$ 8 mil é o que posso mandar para um determinado Batalhão, por ano. R$ 15 mil, não posso mandar para um Batalhão. Para se pagar qualquer dotação orçamentária empenhada, a firma tem que estar cadastrada no Siafem (Sistema de Administração Financeira para Estados e Municípios) e com firma cadastrada. Como é que vamos apresentar notas frias?
    8- Foi pago aos advogados do Cel Uchoa (caso do Prefeito Bertim) com verba do erário público, através de repasses aos Batalhões e estes faziam a devolução para o comando, tendo como intermediários a Maj Edilene (Diretoria de Finanças) e o Ten Cel Silmar (Assistente do Comandante Geral). O 1º Batalhão foi uma dessas Unidades que recebeu o repasse no valor de R$ 5.000,00, prestou conta desse valor (prestação de conta fictícia, com notas frias) e fez a devolução ao comando.
    Coronel Pinheiro Filho: Até hoje, acredito na inocência do coronel Uchôa (referindo-se à acusação de que o coronel teria participado do assassinato do prefeito de Presidente Vargas, Raimundo Bartolomeu Aguiar, o Bertin)… Chegamos a fazer uma cota entre os policiais militares para pagar, mesmo que simbolicamente, um advogado para defender Uchôa, por acreditar em sua inocência E ainda dizem que o dinheiro foi devolvido para o Comando…
    9- Foram construídas casas nas Unidades do interior (2º BPM-Caxias; 5º BPM-B. Corda; 3º BPM-Imperatriz; 11º BPM-Timon; 7º BPM-Pindaré-Mirim) com recursos enviados pelo Cel Pinheiro Filho, no valor de R$ 70.000,00 por casa, sendo as casas construídas sem licitação e a Unidade era obrigada a fazer uma devolução desse repasse no valor de R$ 15.000,00 para o Comandante Geral.
    Coronel Pinheiro Filho: Na realidade não foi R$ 70 mil e sim, R$ 80 mil. Fizemos casas para os comandantes de Batalhões (no interior do estado) com três suítes, cozinha, banheiro e até piscina. Casas para que o profissional militar pudesse chegar, após ser transferido, e encontrar um local decente. Esses recursos foram repassados para as unidades. Tudo feito com licitação em todos os processos e assim, construímos as casas. Pela primeira vez, temos oito casas de comandantes de batalhões no interior do estado da Polícia Militar.
    10- Todas as obras realizadas na gestão do Cel Pinheiro Filho, não tiveram processo licitatório, foram realizadas pelo cidadão de nome Vildimar (o maior sortudo da construção civil no maranhão), que recebe o dinheiro em espécie (não sei de onde vinha esses recursos), pois desde que o Cel Pinheiro Filho assumiu o Comando não perde uma obra, só que não leva a dinheirama sozinho, tendo que fazer a divisão com o Cel Pinheiro Filho e o T Cel Silmar.
    Coronel Pinheiro Filho: Hoje, o presidente da Comissão de Licitação da Polícia Militar é o tenente-coronel Jeferson. Garanto que todas as obras são licitadas…. Toda licitação é feita por pregão, sob menor preço, quuem não ganha licitação é porque não quis baixar o preço.
    11- As irregularidades não para por aí, esse mesmo cidadão (Vildimar) foi obrigado a repassar materiais de construção, através do cap Estevam para as construções e reformas das casas do Tem Cel Silmar e Maj Bruno, agora pasmem, o caminhão do pelotão de obras não saia da rota do Bairro desses Oficiais, que pra variar moram no mesmo local e quem foi o construtor, nada mais nada menos que Vildimar.
    Coronel Pinheiro Filho: O Vildimar é um pedreiro, que tem uma micro-empresa. Foi ele quem construiu a casa do ex-comandante William Romão, do coronel Batista, do coronel Cantanhede, do próprio coronel Pinheiro Filho, há quatro anos e do major Pereira. Ele faz ene serviços para oficiais, pois tem uma firma de construção civil.
    12- Mais digamos que todas as denuncias fossem fictícias (invenções), o que levaria o comando da Corporação a encaminhar o Cap Estevam a fazer o curso de aperfeiçoamento de oficiais (privativo de Oficiais combatentes), tendo o Oficial mais de 30 anos de serviço e pertencente a um quadro (QCO) extinto a vagar, enquanto que os Oficiais do QOPM aguardam vagas para freqüentar o curso. A resposta é clara, a recompensa pelos favores obscuros prestados e o silêncio do Oficial. Como pode um Comandante da Polícia encaminhar um Oficial para freqüentar um curso que a legislação não prevê. Seria a mesma coisa de encaminhar um ancião de 80 anos para o alistamento militar. Isto é honestidade; isto é seriedade. Isto pode até ser compromisso, mas com os seus apaninguados.
    Coronel Pinheiro Filho: Esssa é a atitude de todo rato de esgoto. Usa-se do anonimato, bota a cabeça de fora e quando uma pessoa se aproxima, volta ara o esgoto. Esse capitão é um dos profissionais brilhantes que tem na Polícia Militar, com mais de 30 anos de serviço na PM. Ele não fez o CAO (Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais), que é para oficiais de acedemia de guerra. QCO só é até capitão. Esse curso é realizado no Rio Grande do Norte, é um curso para ex-oficial da PM, sendo que o seu diploma não tem validade como curso regular da PM. para esse curso já mandei 20, 30 e 40 oficiais para melhorar a qualidade de vida, ajuda de custo, para sair de um cheque vermelho, para melhor qualificar o profissional e para reconhecer o trabalho desses oficiais. Seria muito envolvimento mandar tanta gente….
    13- Porque o Cel Pinheiro Filho foi abandonado pelos Oficiais, visto que o mesmo só anda com o Tem Cel Silmar e o Maj Bruno. Mas o que levou o Comandante a querer prender o Maj Gonçalo e determinar o recolhimento dos questionários, vez que a pesquisa monográfica para o Curso Superior de Polícia, apontou o Cel Pinheiro Filho com o índice de 0% de aceitação entre os Oficiais, servindo de chacota na Polícia Militar do Ceará. Somos oficiais discriminados, mas não compartilhamos com estes atos de desonestidade. Infelizmente não podemos nos identificar, desculpe.

Tecnologia do Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme